Alagoas chega a 225 mil casos e 5,6 mil óbitos por Covid-19

Com mais 306 casos confirmados e 16 óbitos, Alagoas chegou a 225.064 pessoas infectadas e 5.610 mortes desde o início da pandemia, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (16), pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Ainda há 8.725 casos em investigação.

Do total de testes positivos, 2.150 pacientes estão em isolamento domiciliar e outros 216.803 já finalizaram o período de isolamento, sendo considerados como recuperados por não apresentarem mais sintomas compatíveis ao vírus. Todos os 102 municípios do estado já registraram casos confirmados do novo coronavírus.

Em relação ao quadro total de óbitos, oito eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo, Santa Catarina e Bahia, tendo como vítimas seis homens e duas mulheres.Dos 5.602 óbitos de pessoas residentes em Alagoas, 3.115 eram do sexo masculino e 2.487 do sexo feminino.Eram 2.438 pessoas que residiam em Maceió e as outras 3.164 moravam no interior do Estado, segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs).

Óbitos em 24 horas

Das 16 mortes confirmadas nas últimas 24 horas, nove vítimas eram da capital alagoana e sete do interior. As vítimas de Maceió eram três homens de 39, 49 e 76 anos, além de seis mulheres de 30, 55, 66, 68, 76 e 84 anos. O homem de 39 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Medrádius, em Maceió; o homem de 49 anos era cardiopata, diabético e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió; o homem de 76 anos era cardiopata e morreu no Hospital Arthur Ramos, em Maceió; a mulher de 30 anos era hipertensa, diabética e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 55 anosera hipertensa e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 66 anos era diabética, obesa e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 68 anos era hipertensa, diabética e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 76 anos era cardiopata, diabética e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió; e a mulher de 84 anos era hipertensa, obesa e morreu na Santa Casa, em Maceió.

Em relação aos óbitos de vítimas do interior, um homem tinha 36 anos, além de seis mulheres, sendo uma de 61, uma de 71, duas de 75, uma de 80 e uma de 89 anos. O homem de 36 anos, era de Santana do Mundaú, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), meu União dos Palmares; a mulher de 61 anos, era de Estrela de Alagoas, tinha diabetes e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; a mulher de 71 anos era de Santana do Ipanema, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; a primeira mulher de 75 anos, era de Canapi, tinha diabetes, doença cardiovascular e morreu no Hospital Clodolfo Rodrigues, em Santana do Ipanema; a segunda mulher de 75 anos, era de Traipu, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; a mulher de 80 anos, era de São Sebastião, não tinha comorbidades e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; e a mulher de 89 anos, era de Delmiro Gouveia, era hipertensa, tinha doença cardiovascular e morreu no Hospital Veredas, em Maceió.

Leitos em hospitais

Dos 1.488 leitos criados para atender pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus, 509 estavam ocupados até às 16 horas da quinta-feira (15/7), o que corresponde a 34% do total. Atualmente, 234 pacientes estão em leitos de UTI, 11 ocupando leitos intermediários e 264 em leitos de enfermaria.

*com informações da Sesau.

.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo