Voto impresso: PEC entra na pauta desta terça na Câmara, anuncia Arthur Lira

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19, que institui o voto impresso, deve ser pautada para votação no plenário nesta terça-feira (10), segundo o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Apesar de rejeitada na Comissão Especial, na última sexta-feira (06), o regimento permite que o presidente da Casa leve o texto para manifestação do plenário.

Em entrevista à rádio CBN, nesta segunda-feira (09), Lira disse que que as chances de aprovação da PEC do voto impresso em plenário são baixas.

“Temos hoje em média 15 ou 16 partidos contra o voto impresso na Câmara, com essa perspectiva penso que as chances de aprovação podem ser poucas”, falou.

A Proposta, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), dispõe que, “na votação e apuração de eleições, plebiscitos e referendos, seja obrigatória a expedição de cédulas físicas, conferíveis pelo eleitor, a serem depositadas em urnas indevassáveis, para fins de auditoria”.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apoia a PEC e, ultimamente, reforça sua opinião de que houve fraudes na última eleição presidencial, em 2018.

Sobre a possível derrota da proposta, Lira disse que conversou com o presidente e que ele respeitará a decisão do plenário.

“O presidente me garantiu, em telefone, que respeitaria o resultado do plenário. Eu espero que ele respeite e tenha obediência ao que o plenário da Câmara, que é o órgão maior de decisões do Legislativo, decidir”, afirmou.

Para ser aprovada, a PEC precisa dos votos de 308 dos 513 deputados.

*Estagiária sob supervisão da editoria

cadaminuto

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo