Administrador de igreja em Quebrangulo é preso suspeito de abusar sexualmente de duas crianças

Mais um caso de pedofilia tem chocado o Agreste alagoano. Um beato da Paróquia Senhor Bom Jesus dos Pobres, localizada na cidade de Quebrangulo, foi preso suspeito de abusar sexualmente de duas crianças, que na época dos crimes tinham 10 e 8 anos de idade.

O crime veio à tona após uma das vítimas postar um vídeo na rede social Tik Tok falando que havia sido abusada sexualmente.

Ao ser indagada pela mãe, que acabou vendo o vídeo, a criança confirmou ter sido vítima de abuso sexual e indicou que o responsável pelo crime seria o homem, identificado apenas como I.F.F, de 45 anos.

O suspeito, que foi preso nesta segunda-feira (2), trabalha na administração da igreja há vários anos e faz parte do círculo familiar das vítimas.

Após ficar ciente da acusação sobre o administrador da igreja, o padre Thiago Soares de Matos emitiu uma nota se solidarizando com vítima e suposto agressor, o que revoltou ainda mais a comunidade.

Confira a nota:

“Com grande e inesperada surpresa, todos fomos surpreendidos pelos recentes acontecimentos que nos causam muita tristeza. Como comunidade fé, somos solidários a ambas as partes envolvidas neste processo. Seja da parte demandante, seja da parte demandada, este é um momento não só de bastante embaraço, mas também de dano traumático na vida de cada um dos envolvidos e de suas famílias. Confiamos na Justiça, que caminha de forma determinada para elucidar os fatos. Logo, não nos antecipemos em juízo. Como colaboradores da verdade, buscamos forças em Deus para passar por este momento com firme esperança’’, finaliza nota.

Por 7 Segundos

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo