Três irmãos que recusaram vacina morrem de covid-19 em intervalo de 8 dias

Três irmãos que moravam na comunidade rural de São João do Sul (SC) morreram de Covid-19 em um intervalo de apenas oito dias. De acordo com familiares, eles se recusaram a tomar a vacina imunizante contra o novo coronavírus. As informações são do UOL.

Deneci Carboni Pedro, de 51 anos, morreu na terça-feira (21) após 21 dias internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Valdir e Denilde Carboni Pedro, de 49 e 52 anos, morreram no dia 13 de setembro.

“Elas [Deneci e Denilde] não quiseram a vacina por falta de informação, falta de divulgação dos motivos para tomar. Como tinham diabetes, elas tinham medo de tomar e complicar a saúde delas”, explicou ao Uol Altair Carboni Pedro, de 55 anos.

Conforme Altair, além dos três irmãos, outros 12 membros da família também foram contaminados com o vírus em agosto. O familiar contou ainda que o pai deles, de 86 anos, e a mãe, de 81, também testaram positivo para Covid-19, no entanto, já estavam imunizados. “Eles tiveram covid na mesma época, porém eles eram vacinados”, ressalta Altair, acrescentando que eles estão bem agora.

Conforme a secretária de saúde do município, Rejane Elíbio, os três irmãos poderiam ter recebido a primeira dose da vacina em junho. “Nós buscamos, disponibilizamos a vacina nos finais de semana. Mas é uma escolha muito pessoal”

Fonte: Uol

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo