Criminosos queriam sequestrar Bruna e filha de Neymar

Invasão aconteceu nas primeiras horas do dia, por volta das 3 horas da madrugada, quando os criminosos chegaram à propriedade e renderam os pais de Bruna

A delegada encarregada da investigação do assalto à residência de Bruna Biancardi, situada em Cotia, São Paulo, concedeu uma entrevista exclusiva ao SBT, apontando que investigação sugere que os criminosos planejavam sequestrar Bruna, bem como a filha dela e de Neymar, Mavie, para extorquir dinheiro do jogador.

A invasão aconteceu nas primeiras horas do dia, por volta das 3 horas da madrugada, quando os criminosos chegaram à propriedade e renderam os pais de Bruna, que estavam presentes na mansão. Dois dos suspeitos estavam armados, claramente em busca da influenciadora e da criança. No entanto, ao perceberem que Bruna e Mavie não estavam no local, os assaltantes levaram consigo joias de alto valor, dinheiro em espécie e bolsas, totalizando um prejuízo estimado em R$ 600 mil.

O desenrolar dos acontecimentos revelou que um dos três suspeitos, que já se encontra sob custódia, era vizinho dos pais de Bruna. Esse indivíduo teria transportado os outros cúmplices em seu veículo. Em seu depoimento, o morador, identificado como Eduardo Seganfredo Vasconcelos, de 20 anos, alegou ter sido coagido pelos demais a planejar o delito.

Os agentes estão em intensas rondas na região de Cotia, em São Paulo, na busca dos dois bandidos que conseguiram fugir. No perímetro do condomínio, helicópteros sobrevoam a área, e viaturas policiais se encontram em patrulhamento.

Fonte Hora Brasília

Sair da versão mobile