Collor está no páreo e poderá repetir a façanha de 2006

O senador Fernando Collor de Mello passou a ser a grande dor de cabeça dos pré-candidatos ao governo de Alagoas e seus apoiadores. Collor lidera em todas as pesquisas realizadas em Maceió e começa a fortalecer sua pré-candidatura no interior do estado.

O ex-presidente entra de vez na disputa e já desponta como um dos favoritos a vencer as eleições em outubro próximo. Apesar de o cenário mostrar crescimento relâmpago de sua pré-candidatura, entretanto, quando começar a campanha propriamente dita com comícios, guia eleitoral, debates, militância partidária, esse quadro poderá sofrer alteração; isso é fato.

Não custa nada lembrar que, Collor de Mello conseguiu derrotar de forma surpreendente, o então governador Ronaldo Lessa nas eleições para o Senado de 2006 e, para isso, bastou apenas 32 dias de campanha, numa eleição onde Lessa estava no governo havia oito anos. Fernando Collor poderá repetir essa façanha, evidentemente, que isso dependerá de outros fatores.

Collor têm conseguido atrair a atenção de boa parte do eleitorado alagoano, em apenas vinte dias divulgando sua pré-candidatura, principalmente nos meios de comunicação. Político bastante experiente, capacitado, tem usado as mídias sociais com muita desenvoltura – o que lhe é peculiar -.

O ex-presidente tem se beneficiado do fato de os demais pré-candidatos até agora não ter conseguido empolgar parcela do eleitorado.

Além desses e outros fatores, Fernando Collor é amigo pessoal do presidente Jair Bolsonaro, por isso, tem conseguido ajuda para Alagoas e, especialmente, para as famílias vítimas das enchentes que se abateu sobre o estado.

São quatro os fatores para o crescimento relâmpago de Collor: o apoio total, geral e irrestrito de Bolsonaro; a facilidade em se comunicar com o eleitor – principalmente através das mídias sociais -,  o voto anti-Renans e, por último, os candidatos que não têm conseguido atrair, impressionar parte do eleitor.

Certamente, as próximas pesquisas trarão novidades em relação ao desempenho dos pré-candidatos ao governo de Alagoas. Portanto, podemos afirmar que essa será, sem dúvidas, uma das mais acirradas disputas para o governo do estado de todos os tempos, levando-se em consideração o equilíbrio existente entre os pré-candidatos e, consequentemente, a força e o prestígio político de seus apoiadores.

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo