Pelo CRB, Marcelo Cabo conquistou o Alagoano e fez história na Copa do Brasil

Ele está de volta. Após a saída de Allan Aal do comando técnico do CRB, a diretoria se mexeu rápido e anunciou a contratação de Marcelo Cabo, de 56 anos, para o restante de 2022. Essa será a segunda passagem do treinador pelo clube regatiano, que já teve até título.

Marcelo Cabo esteva treinando o Atlético-GO desde o ano passado, mas com recentes resultados ruins, inclusive uma derrota por 3 a 2 no clássico contra o Vila Nova, o treinador decidiu encerrar sua passagem por Goiânia. O presidente do clube, Adson Batista, afirmou que a saída se deu por divergências entre as partes.

“Não teve nada assim tão profundo, mas foi do interesse de ambas as partes. Futebol tem certas situações que não precisam ser expostas. Até pela pessoa e a história que ela tem no clube. Marcelo sai pela porta da frente. Não houve desgaste com ninguém. Criam-se muitas situações, mas não tem nada disso. Trabalho com a verdade. Em algumas situações, o clube enxerga de uma maneira e o treinador enxerga de outra. Divergência natural. Aí, a mudança é importante”, disse o cartola.

A primeira passagem de Marcelo Cabo no CRB é aguardada com carinho pelos torcedores do Regatas. O treinador chegou ao Galo durante a Série B de 2019 e, em 2020, conquistou o título do Alagoano daquele ano, ao bater o CSA na final por 1 a 0. Curiosamente, esse foi o terceiro título seguido do treinador no Estadual, sendo os outros dois pelo rival CSA.

Outro ponto alto da passagem de Marcelo Cabo foi na Copa do Brasil. O time alvirrubro alcançou a 4ª fase da competição, algo inédito para o clube até aquele momento, deixando para trás times, como o Cruzeiro, hexacampeão da competição.

Foram 52 partidas comandando o CRB, com 21 vitórias, 15 empates e 16 derrotas, um aproveitamento de 50%. Em 2020, o treinador acabou deixando o cargo após aceitar proposta do próprio Atlético-GO, fazendo hoje o caminho inverso.

Outro ponto alto da passagem de Marcelo Cabo foi na Copa do Brasil. O time alvirrubro alcançou a 4ª fase da competição, algo inédito para o clube até aquele momento, deixando para trás times, como o Cruzeiro, hexacampeão da competição.

Foram 52 partidas comandando o CRB, com 21 vitórias, 15 empates e 16 derrotas, um aproveitamento de 50%. Em 2020, o treinador acabou deixando o cargo após aceitar proposta do próprio Atlético-GO, fazendo hoje o caminho inverso.

gazetaweb

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo