PGE vai contestar suspensão do concurso da Polícia Militar na Justiça

 A Procuradoria-Geral do Estado vai contestar a suspensão do concurso da Polícia Militar na Justiça. A informação foi confirmada ao Cada Minuto nesta terça-feira (26) pela assessoria de comunicação da PGE. 

Segundo a assessoria de comunicação, a Coordenação da Procuradoria Judicial disse que “entende que não há motivo para anular ainda o concurso porque é preciso aguardar a conclusão da investigação da Polícia Civil e do Cebraspe”.

A PGE informou que da mesma forma não há motivos para rescindir com a empresa organizadora.

Uma ação judicial coletiva foi protocolada no dia 13 de setembro por candidatos do concurso público da Polícia Militar de Alagoas. O pedido aconteceu após suspeita de fraude na realização das provas objetivas e abertura da investigação na Polícia Civil.

A denúncia

No dia 10 de setembro de 2021, ao apurar denúncia de som alto no bairro Santa Lúcia, a guarnição do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd) prendeu um homem por desacato. Ele se apresentou como um dos aprovados no concurso da PM, cujo resultado foi divulgado no mesmo dia.

Durante o depoimento à polícia, o suspeito admitiu que realizava a festa com som alto porque comemorava o resultado da prova e uma parente dele também teria sido aprovado. Ele foi aprovado nas primeiras colocações do certame, pois sua pontuação final foi 100 pontos, o que chamou a atenção da autoridade policial pelo fato de o suspeito não preencher os requisitos do certame (nível médio completo), tendo apenas a 4ª série do Ensino Fundamental; o fato do requerido ter sido preso sete vezes; e, por fim, marcou no cartão de respostas 100 itens e acertou todos eles, mas deixou 20) itens em branco “para, ao que parece, disfarçar o esquema fraudulento que vem sendo apurado pela Secretaria de Segurança Pública de Alagoas”.

cadaminuto
.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo