AlagoasDestaque

VÍDEO: acesso a Pindoba vira ‘lenda’ após Renan Filho prometer pavimentação

A maioria dos quase 3 mil habitantes (segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, são 2.954 pessoas, o menor índice populacional do estado) se sente frustrada e enganada pelo governador Renan Filho (MDB). Ele prometeu, em dois momentos diferentes, asfaltar um dos acessos à cidade da Zona da Mata. A promessa virou lenda. O descrédito na palavra do governador aumenta a cada dia. A equipe da TV MAR, da Organização Arnon de Mello, esteve no local e conversou com a população.

Não é para menos. No dia 3 de setembro de 2017, o governador, acompanhado de secretários estaduais, dentre eles o de Transportes e Desenvolvimento Urbano (Setrand), Mosart Amaral, diante de gestores municipais da região, de parlamentares e da população, prometeu em solenidade de encerramento da 7ª Edição do Governo Presente que “todos os municípios alagoanos terão acessos asfaltados”. A informação foi publicada com destaque na Agência Alagoas, o site oficial do governo do Estado.

Acesso a Pindoba vira ‘lenda’ após Renan Filho prometer pavimentação

Menos de um ano depois, visando à releição (em março de 2018), o governador fez a mesma promessa. Até hoje os acessos continuam no barro. Na última chuva forte na região, em agosto passado, o jornalista Marcos Rodrigues, da Gazetaweb, fez uma reportagem mostrando o sufoco da população ilhada. Ele teve acesso a fotografias de carros particulares atolados. Nem a ambulância da cidade escapou.

Padre também está cansado de ouvir promessas

A autoridade mais querida de Pindoba, o padre Gérson Belo da Silva, está na Paróquia de São Sebastião há 26 anos e é um dos que confirma que a pavimentação de um dos acessos a Pindoba “virou lenda”. Ao explicar, o padre disse que “estou faz 26 anos aqui e sempre os candidatos ao governo prometem asfaltar o acesso. Mas não cumprem a promessa”. O padre tem carro e reclama também que a falta de estrada pavimentada compromete e encarece a manutenção dos veículos públicos e particulares.

Com relação à obra, falou que a população sabe que “toda segunda-feira vai começar a pavimentação até Viçosa. São promessas e mais promessas. Mas, até aqui, nada. A obra virou lenda”. O padre disse que os dois acessos continuam por estradas de barro, perigosas, estreitas, com pequenas pontes de madeira e sem sinalização.

Um dos acessos é pela BR-316, próximo à cidade de Maribondo. Por este caminho, é preciso percorrer 13 quilômetros até o Centro Administrativo de Pindoba. O trânsito é constante. Em dia de sol tem muita poeira. Quando chove, muita lama. O vigilante Adeiltom Benício da Silva passa de motocicleta todos os dias para ir trabalhar. Apesar de não querer se envolver com política, não escondeu a frustração com o governo estadual. “O governador prometeu pavimentar a estrada duas vezes. Mas ele ainda não pavimentou nada por aqui. A população está revoltada porque promessas têm muitas. Mas cadê cumprir? Até agora nada! Ele criticou ainda os políticos que só aparecem no período de campanha eleitoral. No ano que vem tem eleições municipais, aí eles reaparecem. Vão prometer tudo novamente, lamentou.

A principal fonte de renda do município é a pecuária e agricultura. Nos períodos de chuva, quem não tem carro potente, com mais tração, fica atolado e com muitos prejuízos. O médio produtor José Adílson Pereira Cardoso geralmente comemora a chegada da chuva porque melhora as condições do pasto e da pequena plantação. O problema, segundo ele, é o acesso. “Como o meu carro é de motor de mil cilindradas, não consigo vencer a lama. Para chegar à minha propriedade sou obrigado a deixar o meu carrinho no meio do caminho, sem falar nos outros prejuízos”.

Com relação à pavimentação do acesso, José Adílson disse, que em períodos de eleição para o governo, os candidatos prometem que asfaltarão tudo. “Na última eleição, o governador Renan Filho esteve aqui e prometeu também que, em cinco meses, entregaria a estrada asfaltada. Eu demonstrei para um sobrinho, que é vereador na cidade, as minhas dúvidas de que, nos próximos cinco anos, houvesse alguma mudança na estrada. Ta aí a situação. Tudo no barro, lamentou o produtor rural, que disse ter dito ao próprio candidato à reeleição que não acreditava na promessa dele.

Governador reconhece problema, mas não asfalta rodovia

O outro acesso é pela AL-445, que liga o Centro de Pindoba à AL-110, que passa por Viçosa. A via também é muito movimentada e tem cerca de 11 quilômetros. É este trecho que o governo promete asfaltar. Depois de 2017, o governador Renan Filho, em plena campanha de reeleição, no dia 13/03/2018, reconheceu, em discurso, que a obra precisa ser tocada porque, “em nosso governo, vamos universalizar o acesso asfáltico a todas as cidades de Alagoas. As pessoas às vezes me perguntam: o senhor vai investir R$ 23 milhões na pavimentação da estrada de uma pequena cidade? Eu digo que vou, porque quem mora na pequena cidade tem o mesmo direito de quem mora na grande cidade”. Esta fala do governador, publicada pelos sites no ano passado, irritou ainda mais a população, que hoje se sente enganada.

Enfermeira revelou que pacientes sofrem com o descaso do governo

FOTO: ARNALDO FERREIRA

 

Os moradores cobram as duas promessas para a mesma obra. Dizem que trafegar pela AL-445 é o mesmo que participar de um rally. A estrada também é estreita, tem muitos buracos e o trânsito é perigoso. Ônibus também não passa por lá. O transporte coletivo é feito por caminhões pau-de-arara e, se não fossem eles, a população teria de fazer longas caminhadas, conforme afirmou o pedreiro José Ulisses. “Se não fossem esses caminhões, a gente ficaria isolado na cidade. Este tem sido o único meio de transporte para quem não tem carro. Quando chove, aí que a coisa piora. Ninguém passa”, reclamou o pedreiro que estava com a mulher, filhas e sobrinhas menores de 10 anos sentados no banco do caminhão vindo de Viçosa.

Apenas dois caminhões fazem o transporte coletivo dos moradores. Os veículos não oferecem nenhum tipo de conforto. Os passageiros viajam mais de uma hora sentados em bancos de madeira, sem cinto de segurança e respirando poeira. O transporte é feito quatro vezes por semana, segundo confirmou o proprietário de um dos veículos, Merquíades Borges Alves. Ele disse que, no período chuvoso, só carros com tração 4×4 e caminhões conseguem passar. “Aqui todo mundo sonha com a pavimentação da rodovia. Mas será que vai sair mesmo?”, questiona o caminhoneiro ao duvidar das promessas do governador.

Renan Filho prometeu pavimentação, mas não cumpriu promessa que ficou registrada em foto nas redes sociais

FOTO: ASSESSORIA

Pindoba, hoje, é uma cidade pacata. O prefeito Maxwell Tenório Cavalcante (PSB) mantém os serviços públicos funcionando. No posto de saúde, o atendimento não para. Os casos graves são levados para os centros médicos avançados na vizinha cidade de Viçosa. O problema da saúde é em dia de chuva.

A ambulância é um carro pequeno, sem tração e sempre atola. A enfermeira Roseclea Veiga de Lima confirmou e acrescentou que a prefeitura mantém carros-reserva para não deixar a população sem socorro. Ela é uma das poucas na cidade que acredita que “um dia sairá a pavimentação da estrada”. “O governador promete e ele deve cumprir, vocês não acham?”, indagou.

No acesso pela AL-445, tem uma placa onde se lê “o governo do Estado trabalhando sério”. Ela indica a implantação e a pavimentação da rodovia. Traça inclusive cronograma. Mas, como dizem os moradores de Pindoba: a obra virou lenda. Vai começar segunda-feira. Ninguém sabe de que mês ou de que ano.

Promessas

Em discursos em 2017, Renan Filho prometeu que a rodovia AL-445, que se interliga com a AL-110, terá 11 quilômetros de extensão e previu que reduzirá o tempo de deslocamento entre Pindoba e os municípios vizinhos, bem como garantirá segurança a quem trafega na região. Sob os aplausos da população, prefeitos, secretários de Estado e parlamentares, o governador assinou documentos de abertura da licitação da obra, incluída no cronograma de serviços do programa Pró-Estrada.

Afirmou que “viemos a Pindoba para começar a cumprir as mais antigas promessas que Pindoba já viu, no sentido de resolver velhos problemas com boas iniciativas. E fazemos isso com muita satisfação. Quando me disseram que esse projeto era muito caro, eu disse: ‘pare, respire, porque isso já foi dito muitas vezes. Caro é o povo andar durante 50 anos na lama'”, avaliou o próprio governador em seu discurso.

Apesar do compromisso, assumido também em 2018, a população daquela cidade permanece andando na lama, e em dia de sol respirando a poeira.

O prefeito Maxwell Tenório participou da solenidade, presenciou a garantia da pavimentação do acesso que, quando for feito, mudará a perspectiva da população e da economia de Pindoba. O prefeito, na ocasião, disse que “esse é um sonho que não é só meu, é de todo pindobense: ver o progresso chegar. E ele vem com o asfalto. Essa é uma oportunidade ímpar para agradecer ao governador pelo compromisso que ele tem, não só com Pindoba, mas com todo o povo de Alagoas”, agradeceu o prefeito.

Depois de percorrer um dia inteiro os dois acessos de Pindoba, conversando com parte da população, as reportagens da Gazeta, Gazetaweb e TV Mar perceberam que o sonho do prefeito e da população está virando o pesadelo de uma lenda sem fim: a obra vai começar segunda-feira. De quando? Indagam os moradores.

Segundo o secretário de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral, Pindoba agora se junta a quase 50 outros municípios alagoanos beneficiados pelo Pró-Estrada. O secretário ressaltou que “é uma alegria muito grande promover uma mudança tão profunda na vida dos moradores de Pindoba. Vamos continuar trabalhando para melhorar a mobilidade urbana e a segurança de quem trafega pelas rodovias alagoanas”. Entretanto, até agora nada disso aconteceu. A previsão sabida é que a obra vai começar segunda-feira. Isto mesmo, em uma segunda-feira. Mas de que mês?.

GazetaWeb

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar