Brasil/MundoDestaque

Veja os concursos para o 2º semestre no Nordeste e demais regiões

Quais são os concursos 2º semestre de 2019? Esta é a pergunta de vários concurseiros, que seguirão na luta por uma vaga este ano. Como o 2º semestre de 2019 está bem perto – começa no próximo dia 1º de julho – chegou a hora de saber das seleções mais quentes da segunda parte do ano.

E os concurseiros espalhados por todo o país devem ser otimistas. Há boas oportunidades vindo por aí. Isso porque, não apenas diversos órgãos federais solicitaram concursos ao Ministério da Economia, como também vários estados e municípios têm concursos na agenda, próximos de serem abertos.

Em todo país há editais para diversas áreas, como Educação, Segurança e Saúde. Para isso, os estudos devem começar o quanto antes. FOLHA DIRIGIDA preparou uma relação das principais seleções que estão previstas e algumas com editais em processo de elaboração para o segundo semestre de 2019. Confira!

Concursos Federais para 2019♦ IBGE

O ministro da Economia, Paulo Guedes, autorizou a abertura de concursos para temporários no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As seleções visarão ao preenchimento de 235.025 para a realização do Censo Demográfico 2020.

Dessas, 209 já foram abertas, no município de Poços de Caldas, em Minas Gerais, visando ao Censo Experimental. As demais 234.816 serão divididas em três editais.

O primeiro, com 400 chances e autorizado no fim de abril, está muito próximo de sair. Trata-se da seleção para analista censitário, que será organizada pelo Instituto AOCP. A previsão é este concurso ser aberto até esta sexta, 28.

O cargo é destinado a graduados em várias áreas e tem ganhos de R$4 mil. Os aprovados poderão serão contratados a partir de setembro de 2019. Eles atuarão nas etapas de planejamento, acompanhamento e suporte especializado, relativas ao Censo Demográfico 2020.

Mais de 230 mil vagas serão abertas no 2º semestre

As 234.816 vagas restantes, autorizadas no início de maio, serão divididas em dois editais, que serão publicados neste 2º semestre de 2019. Confira a distribuição delas pelos cargos e seus respectivos salários e requisitos.

Coordenador Censitário de Subárea 1 600 vagas Nível médio R$4.000
Coordenador Censitário de Subárea 2 850 vagas Nível médio R$4.000
Agente Censitário Operacional 1.760 vagas Nível médio R$1.800
Supervisor (call center) 4 vagas Não informado Não informado
Agente Censitário Municipal 6.100 vagas Nível médio R$2.400
Agente Censitário Supervisor 23.578 vagas Nível médio R$2.000
Codificador Censitário 120 vagas Não informado Não informado
Recenseador 196 mil vagas Nível fundamental R$1.100*
Supervisor PA 1.304 vagas  Não informada   Não informado
Recenseador PA 4.100 vagas Não informada Não informado

Esta seleção, conforme recomenda a portaria autorizativa, precisa ter seu edital publicado até 6 de novembro. Mas, segundo o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, deve sair antes disso, já em agosto.

♦ Diplomata

O concurso para diplomatas do Ministério das Relações Exteriores está confirmado para este 2º semestre. O próprio presidente Jair Bolsonaro falou da seleção, que contará com 20 vagas para graduados em qualquer área.

Os ganhos mensais do cargo são de R$18 mil. O regime de contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade.

♦ Depen

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) formalizou pedido para realização do Concurso Depen 2019. A informação foi passada à FOLHA DIRIGIDA, exclusivamente, pela Assessoria de Imprensa do Ministério da Justiça.

De acordo com a pasta, foram solicitadas 294 vagas para agente penitenciário de execução federal e mais 15 para especialistas, considerando o número de vagas remanescentes previstas em lei para o Depen.

Dentre os requisitos para o cargo de agente penitenciário estão ter o nível médio completo e carteira de habilitação, na categoria B ou superior. A remuneração dos agentes é de R$6.030,23, incluindo a gratificação de desempenho e o auxílio-alimentação, de R$458.

Para os cargos de especialistas, a exigência é o nível superior. A remuneração inicial é de R$5.565,70. Em ambos os cargos, o regime de contratação é o estatutário, assegurando a estabilidade.

O Ministério da Justiça solicita ainda a criação de 2.795 vagas, sendo 2.540 de agentes penitenciários federais de execução, 66 de técnicos e 189 de especialistas. Neste caso, o pedido é referente a inauguração de novas penitenciárias federais.

♦ INSS

O INSS já tem concurso sob análise do Ministério da Economia. Questionada pela reportagem da FOLHA DIRIGIDA, a autarquia informou: “todos os anos, o INSS solicita a recomposição de sua força de trabalho ao Governo Federal”. Em 2019 não será diferente. O que falta é o aval para prosseguimento.

Segundo o instituto, seu quadro de pessoal atual conta com 28.474 servidores. No entanto, 28% desses profissionais podem se aposentar este ano. O pedido de concurso INSS, sob análise no Ministério da Economia, é para 7.888 vagas além de outras 2.580 referentes à chamada de aprovados do concurso de 2015.

Dessa totalidade, 3.984 são para o cargo de técnico, que exige nível médio e tem remuneração inicial de R$5.186,79. O restante é para o nível superior, sendo 1.692 de analista e 2.212 de médico perito, com iniciais de R$7.659,87 e R$R$12.638,79, respectivamente.

♦ PRF

A Polícia Rodoviária Federal confirmou, exclusivamente, à FOLHA DIRIGIDA que formalizou ao Ministério da Economia um pedido para novo concurso público. A PRF solicitou aval para preencher 4.435 vagas que abrangem os níveis médio e superior.

A Assessoria de Imprensa confirmou que a demanda visa o preenchimento de 4.360 vagas de policial rodoviário federal. O cargo é para graduados em qualquer área e tem remuneração de R$10.357,88. As demais 75 chances são para agente administrativo, de nível médio. Os ganhos são de R$4.022,77.

♦ Polícia Federal

A Polícia Federal confirmou à FOLHA DIRIGIDA que foi enviado pedido ao Ministério da Economia para um próximo edital.

O número de vagas ainda não foi informado pela corporação, assim como o detalhamento dos cargos. A expectativa é que o pedido contemple diversos cargos, além da área administrativa.

Os cargos policiais na PF destinados a graduados em qualquer área são agente, escrivão e papiloscopista. Os ganhos são de R$12.441,26. Já delegado e perito, destinados a graduados em áreas específicas têm remuneração de R$23.130,48.

De acordo com dados da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), hoje o déficit é de 4.330 servidores. Sendo a maior carência no cargo de agente, carreira que tem maior demanda. A exigência nos cargos é o nível superior e os ganhos chegam a R$22 mil.

♦ Bacen

O Banco Central confirmou à FOLHA DIRIGIDA que possui concurso sob análise do Governo Federal. O banco disse que solicitou 260 vagas, sendo 30 de técnico (nível médio), 200 de analista (nível superior) e 30 de procurador (nível superior em Direito).

Para concorrer ao cargo de técnico do Banco Central é preciso ter o ensino médio completo. As remunerações iniciais são de R$7.741,31, incluindo o auxílio-alimentação de R$458. Já para analista é necessário o nível superior em qualquer área. As remunerações são de R$17.391,64.

Para procurador, a exigência é de diploma de nível superior em Direito, inscrição na OAB e comprovação de, no mínimo, dois anos de prática forense. Nesse caso, os ganhos são de R$19.665,67. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$458.

O presidente Jair Bolsonaro já assinou o projeto de lei complementar que prevê a autonomia do Banco Central. O texto agora depende de análise do Congresso Nacional. Sendo aprovada a independência, o Bacen realizaria concursos públicos sem depender de autorização do Ministério da Economia.

♦ CGU

O concurso CGU 2019 foi solicitado ao Governo Federal. A confirmação foi passada pela Assessoria de Imprensa da Controladoria-Geral da União.

Após ser procurada pela FOLHA DIRIGIDA, a CGU informou que “solicitou, dentro do prazo estabelecido pelo Decreto nº 9.739/2019, autorização para realização de concurso público”.

Os cargos do concurso CGU, de acordo com a CGU, são técnico e auditor federal de finanças e controle. Para o técnico, a exigência é o nível médio completo. Os valores no início da carreira são de R$6.150,36, já com o auxílio-alimentação de R$458.

Para o cargo de auditor é preciso ser graduado em qualquer área. Os ganhos mensais são de R$15.461,70, com o auxílio-alimentação de R$458. A reportagem da FOLHA DIRIGIDA questionou a CGU sobre o número de vagas do concurso.

Em resposta, o órgão informou que “somente poderá disponibilizar essa informação após autorização do Ministério da Economia para realização do concurso”.

♦ Funai

A Fundação Nacional do Índio também confirmou o envio do pedido ao Ministério da Economia para concurso público. Foram solicitadas pelo órgão 1.908 vagas em cargos dos níveis médio e superior.

A Funai realizou a solicitação dentro do prazo de 31 de maio. A fundação informou ainda que o quantitativo de vagas solicitado é equivalente a 69% do total de cargos vagos desta Fundação, sendo “todos do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo”, informou a Assessoria.

A distribuição dos cargos e vagas ficou da seguinte forma:

Nível médio, com R$5.349,07 mensais – Agente em Indigenismo – 1.560 vagas

Nível superior, com R$6.420,87 mensais – Indigenista Especializado – 156 vagas; Assistente Social – 19 vagas; Economista – 18 vagas; Administrador – 15 vagas; Antropólogo – 14 vagas; Engenheiro – 13 vagas; Sociólogo – 11 vagas; Contador – 8 vagas; e Psicólogo – 4 vagas.

Agências reguladoras

• Pedido de concurso ANA – 93 vagas
Técnico administrativo – Nível médio e R$7.474,67 – 9 vagas
Analista administrativo – Nível superior e R$14.265,57 – 37 vagas
Especialista em recursos hdricos – Nível superior e R$15.516,12 – 47 vagas

• Pedido de concurso Aneel – 169 vagas
Técnico administrativo – Nível médio e R$7.474,67 – 82 vagas
Analista administrativo – Nível superior e R$14.265,57 – 42 vagas
Especialista em regulação – Nível superior e R$15.516,12 – 45 vagas

• Pedido de concurso Ancine – 15 vagas
Técnico administrativo – Nível médio e R$7.474,67 – 2 vagas
Técnico em regulação – Nível médio R$7.846,37 – 6 vagas
Analista administrativo – Nível superior e R$14.265,57 – 1 vaga
Especialista em regulação da atividade cinematográfica e audiovisual – Nível superior e R$15.516,12 – 6 vagas

• Pedido de concurso ANTT – 394 vagas
Técnico administrativo – Nível médio R$7.474,67 – 87 vagas
Técnico em regulação – Nível médio R$7.846,37 – 208 vagas
Analista administrativo – Nível superior R$14.265,57 – 36 vagas
Especialista em regulação – Nível superior R$15.516,12 – 63 vagas

Pedido de concurso Antaq – 102 vagas
Técnico administrativo – Nível médio e R$7.474,67 – 20 vagas
Técnico em regulação – Nível médio e R$7.846,37 – 34 vagas
Analista administrativo – Nível superior e R$14.265,57 – 9 vagas
Especialista em regulação – Nível superior R$15.516,12 – 39 vagas

Concursos Sudeste 2019

Rio de Janeiro♦ Polícia Civil-RJ

O governador Wilson Witzel autorizou a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro a preencher mil vagas de policiais. A corporação também já informou que os editais estarão disponíveis nos primeiros dias de julho, ou seja, no início do 2º semestre. Confira a distribuição das vagas.

Auxiliar de necropsia
Requisito Nível fundamental completo
Vencimentos* R$4.506,27
Vagas 60
Técnico de necropsia
Requisito Nível médio completo
Vencimentos* R$5.277,59
Vagas 80
Perito Legista
Requisito Nível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica
Vencimentos* R$10.149,95
Vagas 100
Perito Criminal
Requisito Nível superior em Engenharia, Informática, Farmácia, Veterinária, Biologia, Física, Química, Economia, Ciências Contábeis ou Agronomia
Vencimentos* R$10.149,95
Vagas 60
Inspetor
Requisito Nível superior em qualquer área
Vencimentos* R$6.280,31
Vagas 500
Investigador
Requisito Nível superior em qualquer área
Vencimentos* R$5.740,38
Vagas 100
Delegado
Requisito Nível superior em Direito
Vencimentos* R$18.747,95
Vagas 100

As áreas de perito legista foram identificadas. Para se candidatar é preciso ensino superior em Medicina, Bioquímica, Odontologia ou Farmácia. No caso dos peritos criminais, as exigências serão nas áreas de Engenharia, Informática, Farmácia, Veterinária, Biologia, Física, Química, Economia, Ciências Contábeis ou Agronomia.

Para delegado, será preciso apenas diploma de bacharel em Direito. Já para inspetor de polícia e investigador a exigência será de diploma de curso superior em qualquer área.

Enquanto o cargo de técnico de necropsia será para quem concluiu o ensino médio. Para auxiliar de necropsia, por sua vez, será necessário o ensino fundamental completo.

♦ PMERJ 2019

O novo concurso para Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro está em estudo na Subsecretaria Geral de Polícia Militar. A informação parte do secretário da PMERJ, coronel Rogério Figueredo, em entrevista à FOLHA DIRIGIDA.

Para que haja aumento do policiamento militar no Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel pretende colocar 5 mil novos policiais nas ruas até o final de 2019. O anúncio foi feito no final do mês de maio e pode aumentar a expectativa para o concurso PMERJ 2019 para soldados.

Isso em razão da falta de aprovados na última seleção da PMERJ, realizada em 2014. Assim, para chegar à meta e contratar mais profissionais, o governo do Rio teria que divulgar novo edital para soldados.

A Polícia Militar do Estado, por sua vez, já sinalizou que só poderá abrir um novo concurso PMERJ após chamar todos os aprovados da última seleção. O governo tem a previsão de convocar mais 2.500 candidatos para o curso de formação até o final de 2019.

Para junho estão previstas 500 convocações. Pelo cronograma, deverão ser abertas outras cinco turmas de 500 alunos nos meses de junho, julho, agosto, novembro e dezembro deste ano.

O cargo de soldado da PMERJ é destinado a quem possui o  nível médio completo, de 18 a 30 anos e Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Durante o curso de formação, os ganhos do soldado são de R$2.213,62. Após a formatura, o valor passa ao vencimento inicial de R$3.452,55.

O porta-voz da PMERJ, coronel Mauro Fliess, recomendou que os candidatos estudem: “Continuem estudando, buscando com foco o seu objetivo”, disse.

♦ TCE-RJ

O edital do concurso do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) está previsto para o segundo semestre deste ano e seu regulamento já foi aprovado. Serão oferecidas 40 vagas no cargo de analista de controle externo, cargo de nível superior e com ganhos de R$15.814,21.

De acordo com a Assessoria de Imprensa do órgão, o documento serve como base principal para divulgação do edital. Do total de 40 vagas, serão 16 para Controle Externo, nove para Ciências Contábeis, oito para Direito e sete para Tecnologia da Informação.

Os cargos ainda exigem nível superior completo na área de formação. No entanto, o cargo de analista de controle externo na especialidade Controle Externo, aceita formação superior em qualquer curso.

♦ TJ-RJ

O concurso TJ-RJ para a área de apoio sairá em 2019. De acordo com o presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), desembargador Claudio de Mello Tavares, o edital do concurso público será lançado ainda neste ano de 2019. A seleção é voltada ao preenchimento de vagas na área de apoio.

O titular do TJ-RJ disse que a discussão da reforma da Previdência provocou a aposentadoria de aproximadamente 600 servidores, o que causou um déficit de mão de obra no Judiciário.

O número de vagas ainda não foi informado. Entretanto, é provável que o tribunal contemple as mesmas carreiras do concurso de 2014. Na época, foram oferecidas 208 vagas, sendo 90 para técnico judiciário, de nível médio, e 118 para analista, para graduados. Os ganhos chegam a R$5.100,06 para técnicos e a R$7.603,89 para analistas.

Concurso para juiz

O TJ-RJ também tem concurso público para juiz na agenda. A seleção já tem uma comissão organizadora trabalhando na seleção, que deve ser aberta neste 2º semestre.

O cargo de juiz é destinado a quem tem bacharelado em Direito há, no mínimo, três anos. Além disso, o candidato deve ter idade de até 65 anos na data da inscrição e três anos de atividade jurídica. A remuneração inicial do juiz é de R$21.711,74.

♦ MP-RJ

Sem concurso válido para a área de apoio (última seleção foi encerrada em 6 de junho), o MP-RJ pode abrir um novo concurso público neste 2º semestre. O órgão ainda não confirmou a informação. Todavia, sindicalistas já levaram a demanda ao procurador-geral de Justiça, José Eduardo Gussem.

Se abrir o concurso, o MP-RJ deve oferecer vagas para os níveis médio e superior. A remuneração pode chegar a R$7.964,16.

♦ PGE-RJ

A Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ) mantém o seu edital da área de apoio previsto para 2019. A confirmação é de fonte da FOLHA DIRIGIDA, ligada ao órgão, a mesma que adiantou que a seleção era uma prioridade para o procurador-geral.

O chefe da pasta afirmou que o Estado do Rio não tem concursos previstos, com exceção da Polícia Civil. “Hoje, a gente não está vendo nenhuma possibilidade de novos concursos, a não ser aqueles que o governador anunciou (para a Polícia Civil)”, afirmou Zamith, em entrevista ao jornal O Dia.

Entretanto, fontes da PGE-RJ esclareceram que essas declarações se aplicam à Procuradoria. O motivo disso é que, por mais que esteja ligada ao governo estadual, existe autonomia administrativa e financeira para gestão, dispondo de dotação orçamentária própria. O que consta na Lei Orgânica do órgão.

O procurador-geral do Rio de Janeiro reafirmou, em encontro com a Associação de Servidores da PGE-RJ, que o concurso para área de apoio está mantido e que é uma das prioridades da sua gestão.

♦ Técnico-administrativos da Uerj

Segundo a Universidade Estadual do Rio de Janeiro, a seleção para técnico-administrativo deverá acontecer depois do concurso para a técnico em enfermagem. Serão contempladas nessa seleção, carreiras de níveis médio e superior.

O concurso está previsto em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre a União e a Uerj. Se a universidade seguir o que está no documento, a oferta deverá ser de 219 vagas em diversos cargos. Atualmente, a remuneração é de R$2.600, com possibilidade de promoção. Os servidores também têm direito a um auxílio-alimentação de R$400.

Prefeitura do Rio de Janeiro

♦ SMF-Rio

Os estudos para um novo concurso estão andamento na Secretaria Municipal de Fazenda do Rio de Janeiro (SMF-Rio). Segundo a Assessoria de Imprensa do órgão, os membros da comissão responsável por elaborar o estudo mantêm reuniões constantes.

A expectativa é que o concurso seja autorizado, tendo em vista que a última seleção para a SMF-Rio ocorreu em 2010. Na época foram oferecidas vagas para agente de fazenda, agente de trabalhos de engenharia e fiscal de rendas.

♦ PGM-Rio

A Procuradoria Geral do Município do Rio de Janeiro (PGM-Rio) está no processo de formação da banca examinadora do 8º concurso de procuradores.

Os concorrentes concurso PGM-Rio precisarão ter bacharelado em Direito e exercício de, pelo menos, dois anos de atividade que envolva a aplicação de Conhecimentos Jurídicos.

♦ Comlurb

O novo concurso para gari da Comlurb deve ficar para o segundo semestre, pois a Comlurb aguarda sinal verde da prefeitura para abrir a seleção.

A companhia pretende, com o novo concurso, formar um banco de até mil garis. Eles serão convocados para posse conforme a necessidade. Para ser um gari na cidade do Rio de Janeiro, é preciso ter concluído o ensino fundamental até o 5º ano (antiga 4ª série primária).

Prefeituras fluminenses

Várias prefeituras do Estado do Rio de Janeiro têm concursos programados para o 2º semestre. O destaque é a de Cabo Frio, com 1.114 vagas programadas. Há ainda as seleções das câmaras de Niterói, Maricá e Guapimirim, e das prefeituras de Araruama, Rio das Ostras, São Gonçalo, Nova Iguaçu, Queimados, Búzios e São João da Barra.

São Paulo

♦ PM-SP

Com o primeiro edital já publicado e com inscrições abertas, a Polícia Militar já deu início aos preparativos rumo a publicação das regras do próximo concurso. As 2.700 vagas do próximo edital também serão para o mesmo cargo, de soldado. Cargo exige o nível médio e tem ganhos de R$3.497. 

♦ Alesp

Foi sancionada em maio a Lei Complementar 1.340, de 7 de maio de 2019, que cria a Controladoria Geral da Assembleia Legislativa de São Paulo, vinculada à Mesa Diretora.

Para integrar o quadro de servidores da Controladoria, foram criados, também, oito cargos, sendo um em comissão para controlador geral e sete cargos efetivos para auditor interno. Ou seja, para preencher as vagas de auditor será necessária a realização de concurso público.

A remuneração em início de carreira será de R$10.584,70, valor composto por vencimento básico de R$ 5.461,58, mais a gratificação legislativa de R$ 3.120,44. A gratificação de representação é de R$2.002,68.

♦ PGE-SP

A Procuradoria Geral do Estado (PGE-SP) tem aval para publicar edital com 62 vagas de oficial administrativo, cargo de nível médio, desde maio de 2018.

♦ MP-SP

Está confirmado um novo edital para ser divulgado pelo Ministério Público de São Paulo em 2019. O concurso MP-SP para o cargo de agente de promotoria deve ter o documento publicado no segundo semestre, foi o que confirmou o promotor de justiça, Marcio Francisco Escudeiro Leite.

Tendo em vista, o documento pode sair a partir e julho. A data exata da publicação ainda não foi definida.

A boa notícia é que a comissão organizadora já está formada. A portaria que oficializou os membros foi publicada em junho de 2018. O próximo passo será definir o nome da banca, com grandes chances de ser a Fundação Vunesp pelo histórico e tradição.

♦ TCM-SP

É possível que os editais do concurso TCM-SP sejam publicados no segundo semestre de 2019. Para auxiliar, já foi formada a comissão responsável pelo concurso. O cargo exige o nível médio e os ganhos podem chegar a R$10.032,40. Serão dez vagas.

Para agente, também saiu autorização. O próximo passo para o concurso avançar é formar a comissão organizadora. O cargo é destinado a quem tem o nivel superior e tem remuneração de R$18 mil. Serão 93 vagas.

♦ TRF3

Com sede em São Paulo e também no Mato Grosso do Sul, o TRF3 está autorizado a preencher 69 vagas. As chances deverão ser nos níveis médio e superior, com ganhos de até R$15 mil.

Minas Gerais♦ TJ-MG (1ª e 2ª Instâncias)

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) mantém os preparativos para novos concursos públicos para 1ª e 2ª instâncias. Ambos já têm organizadoras contratadas. A banca do concurso TJ-MG para 1ª instância é o Instituto AOCP.

O concurso terá vagas para oficial de justiça avaliador (nível médio) e técnico judiciário nas especialidades de Assistente Social e Psicólogo (nível superior na área). Os ganhos em início de carreira serão R$2.683,58 e R$4.202.60, respectivamente. O número de vagas ainda não foi informado.

Já para 2ª Instância, a banca organizadora é o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

O edital será para os cargos de oficial judiciário, de nível médio e médio/técnico, e técnico judiciário, de nível superior. Os salários serão acima de R$4 mil com chance de aumento considerando os benefícios.

♦ Polícia Civil-MG

A Polícia Civil-MG anunciou que já estuda novos concursos públicos para as áreas administrativa e policial. A intenção é contemplar os cargos de médico-legista, perito criminal, analista e técnico administrativo. São as mesmas carreiras oferecidas no concurso de 2013, que contou com 1.497 vagas.

As quatro carreiras não possuem concurso vigente. Deste modo, a Polícia Civil-MG só poderá contratar novos servidores nesses cargos quando homologar os resultados de um próximo edital. Saiba mais!

Espírito Santo

Se prepare para os concursos do 2º semestre de 2019!

Bahia♦ TJ-BA

O tribunal de Justiça da Bahia tem concurso em pauta para juízes. O tribunal publicou no Diário Oficial do Estado um aviso de abertura de crédito suplementar no orçamento do Tribunal. Nesse orçamento consta a previsão de um Fundo de Aparelhamento Judiciário para realização de concurso público.

Ceará♦ PM-CE

O governador do Ceará, Camilo Santana, confirmou o reforço no quadro de policiais durante o seu novo mandato, podendo anunciar um novo concurso para a Polícia Militar.

Alagoas♦ Sefaz-AL

O concurso Secretaria de Fazenda do Alagoas (Sefaz-AL) deverá ter seu edital divulgado no segundo semestre. O anúncio feito pelo governador do estado, Renan Filho (MDB), no dia 27 de maio, previa para junho a divulgação do documento.

Maranhão

Pernambuco

Rio Grande do Norte

Sergipe

Concursos Norte 2019

Amazonas♦ TJ-AM

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) deve sair em breve. Isto porque foi assinado o contrato com o Cebraspe, banca organizadora. O documento, com as regras do concurso TJ-AM para 160 vagas de assistentes e analistas judiciários, já pode sair.

Pará

♦ TRE-PA

O destaque no Pará é o concurso para o TRE-PA, que já formou a comissão responsável pelos preparativos. A seleção deverá ser aberta neste segundo semestre, com chances para os níveis médio e superior. As remunerações podem chegar a R$15 mil.

Tocantins

Rondônia

Roraima

Acre

Concursos Sul 2019

Paraná

Rio Grande do Sul

Concursos Centro-Oeste 2019

Distrito Federal

Goiás

Mato Grosso

Fonte:tnh

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar