AlagoasDestaque

Sindjornal cobra retratação de Renan Filho por ataques a jornalista em coletiva

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas (Sindjornal) emitiu, na tarde desta terça-feira (6), uma nota contra o ataque que o jornalista Arnaldo Ferreira, repórter da Gazeta de Alagoas, sofreu do governador Renan Filho (MDB) durante uma coletiva de imprensa ao ser perguntado sobre denúncias apresentadas pelo Sindicato dos Agentes da Polícia Civil de Alagoas (Sindpol).

Logo após o ataque, o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) também prestou solidariedade publicamente ao repórter e reafirmou as denúncias do cenário caótico enfrentado pelos agentes nas delegacias.

Na nota, o Sindjornal manifesta solidariedade ao jornalista e cobra retratação de Renan Filho “pelos ataques ofensivos e desnecessários dirigidos ao profissional no exercício de suas funções, durante entrevista coletiva em que o governo do Estado apresentou dados sobre o combate aos crimes de violência em Alagoas”.

A expressão utilizada pelo governador de que Arnaldo Ferreira – que tem 40 anos de atuação no jornalismo e passagem em diversos veículos pelo Brasil -, de “estar com esporas na barriga e rédeas na cabeça”, também foi duramente criticada pela entidade e que o objetivo de Renan Filho naquele momento era intimidar e “tentar desqualificar um profissional com mais de 40 anos de experiência e uma trajetória de sucesso no jornalismo brasileiro. E esse tipo de comportamento é extremamente danoso ao jornalismo livre e independente que prega o próprio governador”.

Sindicato entende que as perguntas feitas pelo repórter ao governador – de forma respeitosa e profissional – eram pertinentes à composição do material jornalístico em pauta, e era dever do gestor responder com clareza e equilíbrio, prestando contas da sua gestão na área específica da segurança, com dados jornalísticos, e não com julgamentos do papel exercido pelo profissional, na empresa onde trabalha.

“O Sindicato dos Jornalistas de Alagoas, defensor, desde sempre, da liberdade de imprensa e da discussão ampla sobre o controle da informação como princípios da democracia, vai sempre se posicionar em defesa dos profissionais, em qualquer circunstância que configure tentativa de intimidação ou que crie embaraços ao exercício do bom jornalismo – livre de mordaças e de qualquer controle – seja dos donos da empresa ou de qualquer exercício de poder”, conclui a nota.

gazetaweb

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar