DestaquePenedo

Secretaria Municipal de Educação desenvolve projeto de reforço escolar para alunos com déficit de aprendizagem

A aprendizagem adequada dos alunos na educação básica, é um fator essencial para que eles possam desenvolver adequadamente toda sua vida escolar. Porém muitos alunos atualmente apresentam dificuldades de aprendizagem, devido a uma série de fatores, principalmente em disciplinas como Língua Portuguesa e Matemática.   Visando melhorar ainda mais o aprendizado dos alunos a Secretaria Municipal de Educação- Semed, desenvolveu o Programa de reforço escolar, que será trabalhado nas escolas municipais de educação básica (EMEBs) de Penedo.

Na última sexta-feira (3), ocorreu uma reunião na sede da Semed , com a participação da equipe técnica da secretaria, incluindo os  Professores que participarão do reforço, onde foi apresentado o projeto suas formas lúdicas  e como deve ser lecionado.

Após a realização da avaliação diagnóstica realizada em cada escola, deve-se formar grupos de no máximo 15 estudantes com dificuldades de aprendizagem, que terão reforço escolar em cada unidade de ensino.

De acordo com informações da Semed, a preocupação é constituir uma política pública de acesso ao mundo da leitura, da escrita, do raciocínio lógico e da Matemática enxergando os agentes envolvidos, como sujeitos ativos para garantir a correção de fluxo.

A expectativa é que o Reforço Escolar contribua de forma significativa para a superação das dificuldades de aprendizagem que surgem nas Escolas da Rede Municipal de Ensino.

O reforço escolar tem por objetivo a aprendizagem dos educandos em nível de desigualdade, para que alcancem o ritmo da turma, consolidando e ampliando os conhecimentos, para assim ajudá-lo a vencer os obstáculos presentes em sua aprendizagem. Com o ensino extra para os alunos que apresentam dificuldade de apreenderem, a qualidade do ensino em Penedo, aumentará ainda mais; com a minimização dos casos de alunos que concluem o ensino fundamental sem aprender adequadamente, aumentando também os índices de desenvolvimento da educação básica – IDEB.

De acordo com o Projeto, essa alternativa foi baseada em uma avaliação diagnóstica realizada pelos professores dos 3º e 5º anos do Ensino Fundamental das escolas da rede pública municipal e acompanhada pela equipe pedagógica da SEMED. Os professores participantes utilizarão uma linguagem facilitadora para que os alunos possam aprender habilidades básicas, que não conseguiram em anos anteriores; relativos ao processo de aprendizagem da língua oral, escrita e da matemática.

Com relação ao agrupamento de estudantes para as aulas, o mesmo deve ocorrer por níveis de dificuldades de aprendizagem, e terá três formas de organização:

1 :Estudantes com dificuldades na construção da base alfabética e construção da base numérica, em Matemática; 2:Estudantes alfabetizados, mas com dificuldades na construção de frases e de entendimento de pequenos textos , especificamente os de uso familiar, como carta e bilhete, em Língua Portuguesa e com base numérica construída, mas com dificuldades no algoritmo das quatro operações e na resolução de problemas que envolvam os números naturais, em Matemática;  3:Estudantes alfabetizados, mas com dificuldades em leitura, baixa fluência, sem base no reconhecimento dos diversos gêneros textuais em Língua Portuguesa, e estudantes com a base numérica construída, mas com dificuldades no algoritmo das quatro operações e na resolução de problemas que envolvam os números racionais, em Matemática.

penedo.al.gov

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar