Secretaria de Saúde traz Programa de Educação Médica Continuada para Igreja Nova

Médicos, enfermeiros e dentistas de Igreja Nova participaram de um curso de capacitação para atualização em arboviroses, com ênfase em dengue, sífilis, leishmaniose visceral e declaração de óbito, ofertado pelo Programa de Educação Médica Continuada do Conselho Regional de Medicina de Alagoas (CREMAL). As aulas foram ministradas no auditório da Escola Antony Moura, no dia 19 de junho, pelo médico e presidente do CREMAL, Fernando Pedrosa, e pelos médicos José Maria Constant, André Constant e Gerson Odilon.

O Programa chegou ao município por iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde com base nas dificuldades enfrentadas nas Unidades Básicas de Saúde, quanto a diagnóstico e tratamento, e nos dados coletados pela Vigilância em Saúde. “Os cursos são gratuitos, custeados pelo Conselho Federal de Medicina, e ofertados conforme a necessidade dos municípios”, explicou o presidente do CREMAL. Os médicos que trabalham na saúde da família lidam com todo tipo de doença, portanto não dá para se especializar em todas, e os cursos têm o papel de mostrar o caminho para o diagnóstico diferencial, precoce, que muitas vezes salva o paciente.

Igreja Nova registra um número expressivo de casos de sífilis que preocupa a Secretaria de Saúde, principalmente em grávidas, pelo alto risco de contaminação do bebê. “Hoje temos o recurso do teste rápido. Na gestante, se ele der positivo, o tratamento deve ser iniciado antes mesmo da confirmação pelo VDRL (exame laboratorial). Não vale o risco da espera da confirmação”, afirmou o infectologista André Constant. O médico enfatizou a importância do pré-natal para evitar a sífilis congênita e salientou que cerca de 40% das crianças que nascem com a doença morrem em cerca de dois anos.

Uma velha conhecida, a dengue, também foi tema da atualização. O médico José Maria Constant, falou dos estágios da doença e atualizou sobre o comportamento do mosquito transmissor: “A vida tá difícil até para mosquito. Para sobreviver ele teve que ir para água suja, então não existe mais essa história de que ele só gosta de água limpa”. O grande problema da dengue é ela ser confundida com outras doenças, por isso a importância de um diagnóstico correto. O médico aproveitou a oportunidade e falou também sobre AH1N1, a popular gripe.

O médico e advogado, Gerson Odilon, tratou da declaração de óbito, tema que ainda deixa muitos profissionais em dúvida no preenchimento do documento. Odilon falou da importância da declaração, da obrigatoriedade de sua emissão, esclareceu qual o profissional responsável por fazê-la e citou os casos em que é necessário enviar para o Instituto Médico Legal (IML) ou Serviço de Verificação de Óbito (SVO).

Para Igreja Nova é uma satisfação em receber o Programa de Educação Médica continuada, trazendo informações capazes de salvar vidas por meio de procedimentos simples que exigem mais atenção do que tecnologia propriamente dita. “Desde que assumimos a Secretaria de Saúde tentamos trazer estes cursos para o município, então só tenho a agradecer ao doutor Fernando Pedrosa, presidente do CREMAL, que atendeu ao nosso pedido, e a todos pelo conhecimento compartilhado com nossa equipe. Um curso como esse, ministrado por professores e ex-professores da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) é um grande privilégio”, declarou a secretária de Saúde, Mônica Dantas.

SECOM

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com