Renan Filho ouve cobranças por concurso e aumento salarial no DER

O governador Renan Filho (MDB) participou de uma sabatina, na tarde desta quarta-feira (5), promovida pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) em Alagoas. Candidato à reeleição, ele respondeu aos questionamentos feitos por membros da entidade, apresentou propostas para melhorias das obras de infraestrutura, que são tocadas pelo Estado. Também ouviu cobrança de realização de concurso público e aumento salarial para o DER [Departamento de Estradas de Rodagem] e críticas nas obras feitas nas rodovias.

O presidente do Crea, Fernando Dacal, foi um dos que cobraram do emedebista uma atenção do governo em situações em que são necessárias intervenções nas rodovias. Ele citou como exemplo a AL-101 Sul, que tem carência de passarelas em vários trechos, colocando em risco a vida dos pedestres.

Dacal também questionou a utilização de tonéis, pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), para fiscalização do trânsito, colocados em pontos onde há barreiras policiais para abordagens aos condutores.

Renan Filho destacou a parceria que o seu governo fez com os engenheiros-técnicos do Crea em várias obras, e citou o episódio envolvendo a falta de estrutura das arquibancadas do estádio Rei Pelé. O esforço conjunto permitiu, segundo o governador, o diagnóstico preciso e obras específicas para tentar solucionar o problema.

O presidente da Associação dos Engenheiros do DER [Departamento de Estradas de Rodagem], José Lessa, criticou a falta de concurso público para preenchimento de cargos efetivos no órgão de trânsito estadual. Segundo ele, desde 1986 que não há processo seletivo para a área de engenharia. “Não podemos progredir muito com o quadro que está envelhecido.

Candidato à reeleição ouviu questionamentos de engenheiros e agrônomos

FOTO: JOSÉ FEITOSA/GA

A categoria específica também cobra melhorias salariais. Lessa informou que, em conjunto com o sindicato dos servidores do DER, foi criada uma mesa de negociação para tentar um entendimento com o governo, mas sem sucesso até o momento. “O último aumento real do pessoal do DER foi dado em 2006”, lembrou.

Em resposta, Renan Filho disse que o governo fará um estudo para analisar a necessidade do quadro de pessoal do DER.

GazetaWeb

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com