AlagoasDestaque

Pressa de Renan Filho em informar morte pela Covid-19 gera crise desnecessária

A pressa/sofreguidão do governador Renan Filho terminou por criar um problema desnecessário para ele e para a Secretaria de Saúde.

Comportamento típico de redes sociais, ele fez questão de dar a informação – na frente de todos – sobre a primeira morte por Covid-19, ontem.

Publicou na sua conta do Instagran a triste notícia, quando parece que o caminho natural para isso seria  uma nota oficial da Secretaria de Saúde, formal, detalhada, explicativa,  já que o tema requer informações técnicas, que ele não domina.

Estas só foram divulgadas depois pela Sesau, em meio a notícias falsas e informações desencontradas.

Eu tenho defendido, inclusive entre colegas de profissão, que toda e qualquer notícia mais séria sobre o coronavírus – e o tema já é sério – deve partir da Secretaria de Saúde, que tem um excelente Departamento de Vigilância Epidemiológica, ou do próprio Palácio, mas seguindo um protocolo mais responsável e menos midiático (apenas).

A Assembleia Legislativa convocou a gestão da UPA do Trapiche para explicar o que aconteceu por lá. Até mesmo para passar a limpo a informação de que a família da vítima só teria sido avisada da tragédia – e é uma tragédia – pelas redes sociais do governador.

Renan Filho vem se comportando bem, ressalte-se, na crise. Mas este é um momento de crescer, amadurecer e superar a ansiedade e a sofreguidão próprias da juventude (ele não é mais adolescente).

Que aprenda com o erro e crie um padrão, um protocolo responsável, para se manifestar sobre as consequências mais graves da pandemia.

A Secom e a Sesau saberão fazê-lo com conhecimento e serenidade (o que tanto deveremos valorizar, hoje).

Por: Ricardo Mota/blog TNH1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar