Parabéns Piaçabuçu pelo seus 137 anos de muita história!

Há 137 anos atrás, um povoado se desmembrava da Cidade de Penedo e se tornava independente. Piaçabuçu hoje comemora o seu septuagésimo trigésimo quatro aniversário, e esse marco está sendo lembrado no dia de hoje com muita alegria entre os munícipes.

Piaçabuçu é um município do estado de Alagoas. Tem uma população de 19 087 habitantes (2011) e um território de aproximadamente 293 km².(IBGE/2007).

Sua altitude média é de cinco metros acima do nível do mar, e tem uma temperatura média de 22 °C a 32° C. O município situa-se entre o oceano Atlântico e Rio São Francisco, que o presenteia com o conjunto de belas praias urbanas. É conhecida como a “Capital Alagoana das Palmeiras”.

História

Ocupada inicialmente pelos índios caetés, o início da formação do povoado data dos primeiros tempos da exploração do baixo São Francisco pelos donatários da capitania de Pernambuco. Era o local o ponto preferido pelos que atravessavam o Rio São Francisco quando viajavam por terra para Pernambuco e Bahia.

A área foi escolhido por permitir a travessia mais segura do rio, que era realizada em canoas e jangadas. Duas grandes ilhas no local ajudavam os viajantes a enfrentarem as então caudalosas águas do São Francisco.

Na ocupação da região pelos portugueses, os caetés foram expulsos, principalmente após o episódio que envolveu o Bispo Sardinha. A aproximação entre portugueses e os naturais se deu com os índios cariris de origem caraíba.

Povoado de Bonito Piaçabuçu, Alagoas, nos anos 50
Povoado de Bonito Piaçabuçu, Alagoas, nos anos 50

O historiador João Alberto Ribeiro registra que o português André da Rocha Dantas, da família Lins, tendo um grupo de homens sob as suas ordens, entre 1660 e 1670, penetrou na região em 10 de outubro, dia em que se comemora a conservação de São Francisco de Borja. O Visconde de Sinimbu é um dos descendentes de André Dantas.

Com palhas de palmeiras construiu-se pequena barraca, dando-lhe a forma de igreja, em honra daquele santo. Segundo o historiador João Alberto, o local da igreja é o mesmo onde hoje está construída a Matriz.

Assim, surgiu o povoado. O nome é antiquíssimo e vem desde o início do povoamento. Tem origem indígena: “piaçava” (palmeira). “guassu“, grande. Foi motivado pela abundância de palmeiras.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Piaçabuçu, pela lei provincial nº 359, de 11 de julho de 1859.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Piaçabuçu, pela lei provincial nº 866, de 31 de maio de 1882, desmembrado de Penedo. Sede na antiga povoação de Piaçabuçu. Instalado em 7 de janeiro de 1833.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Prefeitura Municipal, Escola de Datilografia Dr. Francisco Guedes de Melo e Cine São Francisco em Piaçabuçu
Prefeitura Municipal, Escola de Datilografia Dr. Francisco Guedes de Melo e Cine São Francisco em Piaçabuçu

Assim permanecendo em divisões territoriais datada de 31 de dezembro de 1936 e 31 de dezembro de 1937.

Em divisão territorial datada de 1º de julho de 1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Localização

Localizada na parte sul da faixa litorânea do estado de Alagoas, inserida na mesorregião do Leste Alagoano e microrregião de Penedo, o município de Piaçabuçu ocupa uma área de aproximadamente 293 km². E 135 km de distância até a capital.

Grande parte da economia da cidade gira em torno do turismo, em especial do passeio ofertado por diversos barcos particulares à foz do Rio São Francisco que banha a cidade. Um dos mais famosos barqueiros locais é conhecido como o “Delta do São Francisco”.

Geografia

Piaçabuçu está situada ao sul do estado de Alagoas, na divisa com o estado de Sergipe, e caracteriza-se por suas águas calmas e areia fina e escura.

Destacam-se as extensas formações de dunas encontradas por toda a praia, especialmente na desembocadura do rio São Francisco.

Seu acesso é feito através da Praia de Pontal do Peba ou em barco desde a cidade de Piaçabuçu.

É conhecida por ser um dos lugares mais importantes de desova das tartarugas marinhas que habitam nas costas brasileiras e que estão protegidas pelas leis do país.

Foz do Rio São Francisco: Piaçabuçu é a ultima cidade banhada pelo rio

Subdivisões

Existem 3 bairros em Piaçabuçu, definidos pela lei municipal:

Centro

Brasília

Paciência

Economia

2c35f19fe66f4d3f90e66e6ea8c8d2af_peixe

Piaçabuçu Também conta com 3% da classe rica do estado que esta concentrado em Piaçabuçu. Apesar de pequena, 59% das famílias é de classe média alta e 32% classe média ou baixa.

Sua principal fonte de renda provem da atividade primária como a pesca, o coco, o arroz, e a cana-de-açúcar. Piaçabuçu também tem o maior banco de camarão da Região Nordeste do Brasil e é um importante polo pesqueiro.

Turismo

WP_20151230_17_36_44_Pro_e

Um dos maiores atrativos turístico de Alagoas fica em Piaçabuçu, na foz do rio São Francisco, cenário de indescritível beleza quando suas águas se encontram com o mar. Com dunas de areias claríssimas e várias lagoas de águas mornas.

Grande parte da economia da cidade gira em torno do turismo, em especial do passeio ofertado por diversos barcos particulares à foz do Rio São Francisco.

Praias

O litoral de Piaçabuçu possui uma extensa praias: Conhecida como Pontal do Peba. Caracterizam-se pela sua areia fina e e claras e pelas dunas paralelas à praia que recorrem toda sua extensa costa, destacando as localizadas na desembocadura do Rio São Francisco.

Pontal do Peba

A praia tem uma extensão de 13 quilômetros e situa-se ao sul do povoado pesqueiro que lhe dá o nome. De areia fina e águas tranquilas, é uma praia bastante frequentada pelos amantes das longas calçadas às margens do Oceano Atlântico. Destaca-se por sua boa infraestrutura com pousadas, bares e restaurantes, e durante todo o ano realizam-se, nas suas imediações, numerosas atividades, entre as quais merece mencionar a gincana de pesca de arremesso, em novembro, e o festival da Pilombeta, em setembro.

Arquipélago

Piaçabuçu também possui o maior e mais lindo arquipélago em Alagoas: é formado por 9 ilhas, as quais somam quase 4 quilômetros de extensão, banhadas pelo Rio São Francisco.

Cultura

A cidade possui a Banda de Música Euterpe São Benedito, juntamente com a Escola de Música Mestre Francelino, ambas situadas na Praça Centenário próximo aos correios, onde desenvolvem um trabalho educativo para as crianças e jovens de Piaçabuçu oferecendo aulas de músicas gratuitas para todos e incentivando os jovens a entrar no mundo da música. É uma banda centenária conhecida em todo Estado de Alagoas. Através dessa banda, temos vários músicos em destaque na Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Exército.

Pre03120415

Dona Lourdes – As mãos dela têm história para contar. Mesmo marcadas pelos sinais que o tempo insiste em imprimir, ainda guardam as lembranças do batente nas plantações de arroz e nas casas de família da cidade ribeirinha, dona de um pôr do sol inigualável. O trabalho sempre ajudou no sustento, mas não escondeu o verdadeiro dom: é por meio dessas mãos que a senhorinha de 73 anos transmuta retalhos e linhas em delicadas bonecas de pano.

Hoje Patrimônio Vivo de Alagoas – título que ganhou em 2011 e que confere a ela um salário mínimo e meio mensal, pagamento vitalício por seus saberes.

Os ensinamentos são repassados em atividades realizadas pela Organização Não Governamental (ONG) Olha o Chico, um dos primeiros pontos de cultura de Alagoas e que tem ajudado dona Lourdes em seu trabalho.

A Associação Amigos de Piaçabuçu foi criada em 1999, passando por duas reformulações estatutárias, uma em 2003, quando adota o nome fantasia de Olha o Chico e outra em 2009, modificando sua forma administrativa de presidencialismo para gestão compartilhada.

Em 2006, a Olha o Chico tornou-se um Ponto de Cultura (Programa Cultura Viva / MinC) e alguns encontros nessa rede de cultura foram decisivos para sua trajetória: a Ação Griô e o Turismo de Base Comunitária.

A pedagogia griô e o turismo de base comunitária são norteadores das ações de formatação para as trilhas que compõem o “Caminhos do Rio São Francisco”, onde se cultivam conhecimentos populares, vínculos afetivos, ancestralidade e identidade ribeirinha e brasileira.

Brasão, bandeira e hino

Brasão vetor cidade 23

bandeira oficial

HINO DE PIAÇABUÇU

Brasileiros de Piaçabuçu

Está dadiva que deus nos legou

Conservamos com todo carinho

Até onde nosso intelecto alcançou

Reverenciamos os nossos maiores

Que com zelo, trabalho e raça

Desbravaram com encanto e ternura

Tudo isso que nos doaram de graça

Confiamos na nossa lavoura

Dos nossos campos com imenso arrozal

Para pródigo mercado de trabalho

Atendendo a multidão rural

Nossas praias de mares azuis

Grande potência para a gente viver

Nossos rios com pescado abundante

Realiza missão de prazer

Nossos sítios com coqueirais frondosos

Agitando-se a soprar do vento

Dá coragem e energia a todos

Enfrentar com garbo a luta a contento

Nosso povo todo investindo com empenho

Se prepara para novas façanhas

Implantando um novo caminho

De progresso e virtudes tamanhas.

Compositor Mestre Francelino

Religião

DSCN3326

Há uma grande variedade de denominações baseadas no cristianismo: Testemunhas de Jeová, Assembleia de Deus, Congregação Cristã no Brasil, Primeira Igreja Batista de Piaçabuçu e os adventistas. Embora haja o predomínio do catolicismo (68% da população).

Festividades

Bom Jesus dos Navegantes (fevereiro)

Carnaval

Emancipação política (31 de maio)

Casamento do Matuto

Padroeiro São Francisco de Bórgia (10 de outubro)

Dia dos Evangélicos (Primeira Semana de Setembro)

PiaFébuçu (data móvel)

Gincana de Pesca e Arremesso (novembro)

Parabéns Piaçabuçu pelos seus 134 anos de história e muitas conquistas, são os desejos de toda a equipe que compõe o Piaçabuçu News.

Por Piaçabuçu news e wikipedia

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com