NOTA DE ESCLARECIMENTO.

 

Comissão Especial do “Golpe do Diploma” da Câmara Municipal de Penedo.

No dia 13/06, ao chegar à sessão ordinária que aconteceu na Câmara Municipal de Penedo, recebi um ofício datado de 10/06, onde um grupo de estudantes de PENEDO, que se diziam lesados pelo “golpe do diploma”, solicitavam que a Câmara Municipal viabilizasse uma audiência pública para tratar do tema.

Prontamente, no mesmo dia em que recebi o ofício, encaminhei ao Presidente da Câmara de Vereadores de Penedo o pedido de abertura de Comissão Especial para que a mesma pudesse tratar do assunto e realizar a solicitada audiência pública.

No dia 04/07, o Presidente da Câmara, Vereador Marcelo Pereira, deferiu a solicitação de criação da Comissão Especial me indicando como Presidente da mesma, e relatou, na mesma sessão, que em conversa anterior com o Deputado Estadual Marcelo Beltrão, Presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, ficou acordado que a Audiência Pública seria realizada CONJUNTAMENTE entre a Câmara de Vereadores de Penedo e Assembleia Legislativa de Alagoas. A Câmara, por atender a uma demanda da sociedade penedense e a ALE por estar acompanhando o tema através da atuação do deputado Marcelo Beltrão, e mesma seria realizada no dia 08 de agosto.

Enquanto Presidente da Comissão Especial da CVP, entrei em contato por telefone com o Deputado Marcelo Beltrão e marcamos um encontro na capital, Maceió. Durante o encontro, o Deputado me comunicou que a Assembleia Legislativa já estava realizando o evento e que os vereadores seriam convidados.

Não achei o melhor modelo e argumentei ao Deputado que, por os alunos serem de Penedo e a Câmara ter sido provocada e ter deliberado sobre o assunto tendo muito a contribuir com o tema, não seria justo participar como meros convidados. Na ocasião, ratifiquei que não me importaria com a condução da reunião, que seria dele, Deputado Marcelo Beltrão, mas que a CVP deveria realizar conjuntamente a ação, por entender que trata-se de um assunto extremamente importante, e assim, quanto mais parceiros envolvidos, maiores as possibilidades de resolução.

O Deputado, na ocasião, entendeu minhas razões, aceitando a proposta e falou que encaminharia um ofício oficializando a parceria.

No dia 25 de julho, o ofício chegou, porém, chegou em forma de CONVITE, termos que eu tinha relatado anteriormente que não aceitaria pelas razões já descritas.

PORTANTO CONCLUO.

Vejo de forma estranha a condução da Assembleia Legislativa representada nessa ocasião pelo Deputado Marcelo Beltrão, em querer, pelo fim da força, conduzir SOZINHO uma audiência com um pleito de Penedo, passando por cima da Instituição Câmara de Vereadores de Penedo como um rolo compressor mesmo a instituição demonstrando interesse incomum frente o assunto em tela.

Enquanto Presidente da Comissão Especial, me solidarizo com os alunos afetados e me coloco prontamente à disposição, porém, não participarei da Audiência Pública por não me sentir confortável em uma audiência que anteriormente fui, junto com toda a Câmara de Vereadores, PROIBIDO de participar de sua realização prejudicando nossa cooperação no sentido de resolver o problema.

Não estarei ausente da citada audiência por jogar o jogo das vaidades, mas por ser vítima da mesma.

Não se concebe a pauta ser de Penedo e a Câmara de Vereadores não ter autonomia de convidar, de interpelar, de questionar e encaminhar as tratativas sobre o tema, ações que não fazem parte das atribuições de meros CONVIDADOS.

Não cabe a mim orientar ou fazer julgamento sobre a participação ou não dos demais Vereadores no evento a ser realizado, porém, enquanto presidente da comissão que foi criada para tratar do assunto, tenho a obrigação de relatar a verdade dos fatos.

Do fundo do meu coração, espero que corra tudo bem e que se chegue a uma solução para esse problema que é muito grave, porém, espero também que o evento não se trate de evento político eleitoral, pois, além de época inadequada para tal é um tripudio do sofrimento de inúmeras pessoas se assim for.

Vereador Nelsinho Azevedo
Presidente da Comissão Especial
Sobre o “golpe de diploma” da CVP.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com