DestaquePolítica

Governo faz balanço da Segurança Pública e anuncia novas metas

O governador do Estado, Renan Filho (MDB), divulgou, durante entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (4), no salão de despachos do Palácio República dos Palmares, no centro de Maceió, a estatística de crimes ocorridos em sua gestão. Na oportunidade, o gestor fez um balanço dos quatro anos de governo e anunciou metas para o segundo mandato, dentre elas, a convocação de mais 1 mil policiais aprovados no último concurso público.

De acordo com as informações passadas pelo governo, entre 2015 e 2018, 7130 homicídios foram contabilizados, e, na gestão passada, Alagoas amargou 9108 assassinatos, o que representa uma redução de 21,7%.

Na capital alagoana, a redução foi de 31,7%, tendo sido registrados 3336 assassinatos entre os anos de 2011 e 2014, e 2280 nos últimos quatros anos, relativos ao seu mandato.

OUTROS CRIMES

No decorrer da coletiva, foram apresentados números relativos a outros crimes. Quanto ao crime de latrocínio, em 2017, 58 ocorrências foram registradas no estado e 36 no ano passado, o que equivale a uma redução de 37,9%. Já quanto aos casos de feminicídio, a redução foi de 42,4% entre os anos de 2017 (33 ocorrências) e 2018 (19 ocorrências).

Em Maceió, também foi registrada uma redução do número de vítimas nos crimes de latrocínio. Em 2017, 15 pessoas foram vitimadas e, em 2018, 13 pessoas, representando uma variação de 13,3%.

A capital também registrou diminuição nos casos de feminicídio em comparação com o ano de 2017, quando foram registrados 8 casos, e, no ano passado, 6 ocorrências, o que representa uma diminuição de 25%.

Roubo a coletivo também foi mencionado aos jornalistas, concentrando uma redução de 36%, sendo 507 assaltos registrados em 2017 e 325 em 2018.

Por sua vez, houve aumento do número de ataques a agências bancárias no estado. Em 2017, foram registrados 22 casos e, no ano passado, 23, representando uma variação de 4,5%. As ações abrangem arrombamento a bancos e a caixas eletrônicos com uso de explosivos, roubo a bancos e a carros-forte, e arrombamento em agências bancárias.

METAS DE GOVERNO

Na oportunidade, o governo anunciou a convocação de mais 1 mil policiais militares aprovados no último concurso público, de forma a reforçar o quadro da Segurança Pública em Alagoas.

Além disso, o governo disse que serão abertos, dentro de três meses, mais sete Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps), estruturas que envolvem delegacias e unidades militares, com o objetivo de otimizar a segurança no interior do estado.

gazetaweb

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar