DestaquePolítica

Em AL, deputados escrevem carta para cobrar de Bolsonaro medidas para manchas

A Comissão Legislativa de Meio Ambiente e Proteção Animal em Alagoas, após realização de sessão pública na última segunda-feira (21) no plenário da Assembleia Legislativa emitiu a “Carta de Alagoas” para cobrar do Governo Federal a adoção de medidas emergenciais no combate e monitoramento do vazamento de petróleo cru, que atingiu o Litoral nordestino e das graves consequências econômicas e ambientais na região.

De acordo com o deputado estadual Inácio Loiola (PDT), vice-presidente da comissão de Meio Ambiente, o Parlamento alagoano assinou e encaminhou uma Carta de Recomendações ao presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PSL), para endossar a urgência com que deve ser tratado esse desastre ambiental ao longo de todo o Litoral nordestino.

“A mancha de petróleo cru já atingiu cerca de 190 praias com o vazamento demasiado desse poluente altamente tóxico, provocando um cenário de preocupação acerca da preservação ambiental da região, como também na economia em detrimento do impacto negativo que tem alcançado milhares de famílias nordestinas, além da agressão para a vida marinha de diversas espécies essenciais para a conservação da cadeia alimentar, que também integram as praias mais paradisíacas deste país, numa região que vive da exploração da pesca e do turismo”, reforça Loiola.

O Parlamento alagoano continuará cobrando a execução de políticas públicas e ações imediatas para a contenção do avanço dos resíduos de petróleo, e ainda do remanejo de recursos para a limpeza das praias nas áreas atingidas pelo poluente.

*com informações da Assessoria

Cadaminuto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar