AlagoasDestaque

Dom Muniz: Igrejas não serão abertas sem segurança para fiéis

AIgreja Católica em Alagoas mantém a recomendação para que missas e celebrações não sejam realizadas presencialmente, por motivo de segurança. Na tarde deste domingo (19), o arcebispo Dom Antônio Muniz Fernandes demonstrou sua preocupação com o risco de contaminação e com o comportamento das pessoas nas ruas.

“Irmãos e irmãs gostaria de compartilhar com vocês este momento grave e triste na nossa Igreja. Preocupa-me muito a atual situação em que vive o nosso Estado, em especial o interior. O fluxo de pessoas nas ruas me preocupa, o centro da cidade lotado, templos abertos de outras igrejas… As nossas igrejas católicas ainda não estão abertas e não serão abertas sem a segurança devida”, declarou Dom Antônio Muniz nas redes sociais.

O motivo continua sendo a falta de segurança em relação à Covid-19, na capital e no interior. As mortes de padres, fiéis e a mais recente, do Bispo Henrique Soares, ocorrida no sábado (18), abalaram a cúpula da igreja em Alagoas.

“Eu peço a cada pessoa que tenha cuidado com essa nova etapa de flexibilização, o vírus ainda está por aí. Tenham paciência e compreendam minha preocupação com a vida e a saúde das pessoas, ela não é exagero, é real!”, conclamou o arcebispo.

Diante da nova confirmação, a Igraja Católica em Alagoas continua com transmissões online.

A decisão ocorre diante da autorização para a retomada do funcionamento dos templos, por meio dos decretos estadual e municipal. Porém, como possuem muitos padres, lideranças e fiéis no grupo de risco, as manifestações de fé continuam sendo realizadas a distância.

Apoio

Abaixo da postagem nas redes sociais, fiéis expressaram compreensão à mensagem e ao tom de preocupação de Dom Antônio Muniz.

“Verdade! A população tem que se conscientizar que o vírus é agressivo demais, não é brincadeira. Perdemos Pe. Nilton, Dom Henrique Soares e milhares de pessoas devido ao vírus. Precisamos ter paciência pois não temos vacina contra a Covid-19, então fiquem em casa. Sair só em extrema necessidade usando a máscara”, escreveu Fátima Soares.

Outra fiel, Simone Santos, lembrou que é possível continuar com as manifestações de fé em casa, ao lado da família, até que a situação seja de maior controle.

“Concordo com o senhor Dom Antonio, o vírus ainda tá por aí, continuaremos com a igreja em nossas casas e renovando cada vez mais nossa fé e pedindo a Deus e nossa senhora que nós livre dessa pandemia”, comentou.

gazetaweb

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar