AlagoasDestaque

Clandestinos levam 40% dos passageiros das vans, diz presidente do sindicato

A atuação de transportadores intermunicipais de forma clandestina em Alagoas representa uma perda de 40% no fluxo de passageiros na vans legalizadas. A estimativa é do presidente do Sindicato dos Transportadores Complementares de Passageiros de Alagoas (Sintrancomp/AL), Maércio Ferreira.

Nesta terça-feira (22), os complementares protestaram para chamar atenção acerca deste problema. Ao todo, 30 rodovias, entre estaduais e federais, tiveram o trânsito interrompido total ou parcialmente. Mas, segundo o sindicato, no início da tarde tudo já havia sido normalizado.

 

Complementares protestam contra atuação de clandestinos em Alagoas

 

Maércio Ferreira conta que, após serem recebidos pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Tutmés Airan, ficou definida para a próxima segunda-feira (28) uma reunião com o desembargador Carlos Cavalcante.

Cavalcante é, segundo Ferreira, relator de um processo movido por um sindicato de taxistas que cobra que a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) não fiscalize estes transportes. Todavia, Ferreira pondera que isso afeta os complementares, pois é a fiscalização da Arsal que inibe a atuação dos clandestinos.

“A gente é regularizado, licitado, temos direito de operar esse serviço”, frisa.

 

Fonte:Gazetaweb

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar