DestaquePenedo

Chalé dos Loureiros recebe a exposição fotográfica Morros Vivos

A Fundação Casa do Penedo, casa de cultura ativa há 26 anos na histórica cidade de Penedo, apresenta a exposição fotográfica “Morros Vivos”, do antropólogo alagoano Waldson Costa, que tem a relação de reciprocidade entre seres humanos e não humanos que coabitam a região do Baixo São Francisco alagoano como tema principal da mostra que poderá ser visitada a partir da próxima quinta-feira (22), no imponente Chalé dos Loureiros, imóvel recentemente recuperado pelo Patrimônio Histórico para que nele seja instalado o Museu do Rio São Francisco.

Com uma abordagem antropológica, a exposição ‘Morros Vivos’ é parte de um trabalho científico de dois anos, período o qual Waldson Costa, que também é fotógrafo, conviveu com os moradores e vivenciou interessantes fenômenos ambientais do povoado Pixaim, comunidade que está estabelecida sobre as dunas móveis da Área de Proteção Ambiental (APA), de Piaçabuçu.

‘Morros Vivos’ é uma expressão que faz referência às dinâmicas das areias que se movimentam pelas forças dos ventos e das águas em Pixaim, fazendo com que as dunas ‘nasçam’, ‘cresçam’ e ‘morram’ – características humanas que são atribuídas às coisas da natureza – interferindo de forma direta na paisagem e na vida do Baixo São Francisco.

“O objetivo deste trabalho que possui uma série de desdobramentos, entre eles a circulação pública deste ensaio visual que envolve fotografias e um vídeo documentário coproduzido com o jornalista Jonathan Lins, é chamar atenção das pessoas para a codependência que existe entre nós humanos e as coisas da natureza. Pois, um não consegue existir sem o outro. Assim, a proposta é estimular reflexões sobre nossas decisões – políticas e sociais – e suas consequências diante dos recursos naturais, com destaque nas vidas que coexistem na região do Baixo São Francisco”, diz Costa.

Assim, nas imagens que compõem o ensaio visual, é possível observar uma simetria estética onde seres humanos e não humanos dividem o protagonismo da vida. A exposição “Morros Vivos”, primeira exposição individual do fotógrafo, é uma realização da Atitude Gestão de Ideias em parceria com Fundação Casa do Penedo, e que conta com o apoio cultural da Prefeitura Municipal de Penedo, oferecerá também na manhã seguinte, sexta-feira (23), a palestra “Nos Morros Vivos de Pixaim – as dinâmicas de conhecimentos no ambiente”, aberta à comunidade.

O Museu do Rio São Francisco

Com um projeto longo, gestado há mais de duas décadas, a Cidade do Penedo se prepara para receber um novo equipamento cultural que muito auxiliará no desenvolvimento do turismo na região. Idealizado pela Fundação Casa do Penedo, o Museu do Rio São Francisco era o sonho do médico e historiador Francisco Alberto Sales, que lutou incansavelmente pela recuperação do Chalé dos Loureiros, imponente casarão que ele adquiriu no inicio dos anos 1990 e o doou à Fundação Casa do Penedo a fim de abrigar o Museu do Rio São Francisco. A solenidade de entrega da obra de restauração do Chalé dos Loureiros e o anúncio que deu garantia da existência de recursos para instalação do Museu, conforme anunciado pela presidente do Iphan, Katia Bogéa, no último dia 15 de setembro, infelizmente não teve o testemunho de Francisco Sales, que se encontrava internado, vindo a falecer três dias após a solenidade de entrega.

“Neste momento delicado pelo qual passamos, ainda abalados pela irreparável perda do Dr. Sales, é imprescindível que a Fundação Casa do Penedo reúna esforços para seguir a diante. Com a entrega do Chalé dos Loureiros e com a garantia dos recursos para a execução do Museu do Rio São Francisco, a Casa dá um grande salto, e luta para se manter ativa e útil ao povo de Penedo, de Alagoas e do Brasil”, declarou o diretor da instituição, Jean Lenzi.

“Abrir o Chalé dos Loureiros para visitação pública, dotando-o de uma exposição que dialoga com diversos elementos do patrimônio cultural do povo barranqueiro, das comunidades que margeiam o São Francisco, é uma ação importante e que acredito, possa oxigenar a cidade que tem – há 23 anos – aguardado ansiosa pela recuperação, e consequente abertura daquele espaço (o Chalé dos Loureiros). O Waldson chega num momento decisivo para a Casa do Penedo, que acolhe este seu trabalho com bastante entusiasmo”, completou Lenzi.

O autor

Waldson Costa é alagoano da cidade de Palmeira dos Índios. Jornalista, antropólogo, desde a infância cultiva interesses por temas sociais e ambientais, e se vale da fotografia para registrá-los. Exemplo disso é o Autorretrato Nordeste, projeto que estimula a atividade fotográfica com oficinas e exposições para crianças e jovens de comunidades distantes dos grandes centros.

SERVIÇO:

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA ‘MORROS VIVOS’

QUANDO:

Abertura dia 22 de novembro 2018, às 17h00

Visitação: 22/11/ 2018 a 20/01/2019 de terça a domingo, das 9h00 às 17h00

ONDE: Chalé dos Loureiros – Avenida Getúlio Vargas, 172, Penedo, Alagoas

 

Fonte: Assessoria

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar