AlagoasDestaque

Auxílio emergencial injetou R$ 5,4 bilhões na economia de Alagoas, aponta Caixa

O pagamento do auxílio emergencial, que terminou na terça-feira (29), injetou R$ 5,4 bilhões na economia de Alagoas, segundo balanço da Caixa Econômica conseguido pela Gazeta de Alagoas. Em todo o País, foram desembolsados R$ 292,9 bilhões dos R$ 321,8 bilhões aprovados, segundo dados da Caixa Econômica e do Ministério da Economia.

Com o fim do benefício, houve sobra de R$ 28,9 bilhões, recursos que seriam suficientes para fazer novos pagamentos do auxílio em 2021. Entretanto, membros do Ministério da Economia afirmam que dificilmente essa sobra de recursos poderá ser empurrada para 2021.

De acordo com técnicos da pasta, a inscrição dessa verba nos chamados restos a pagar (o que permitiria o uso no ano que vem) dependeria de um argumento concreto. Essa justificativa não existe, segundo eles, porque não há previsão em lei para novos pagamentos em 2021.

Após o fim do benefício, ao menos 40 milhões de pessoas começarão o próximo ano sem esse amparo do governo em meio a uma pandemia ainda em curso. Há ainda incertezas com relação à vacinação e se novas medidas de restrição serão tomadas para conter a transmissão do vírus. No entanto, o governo não prevê prorrogação do programa.

O ministro Paulo Guedes afirmou mais de uma vez que a extensão não se justifica porque a pandemia estaria em queda ao mesmo tempo em que a economia se recupera. Perguntados sobre a sobra de recursos e possibilidade de prorrogação dos benefícios, os ministérios da Economia e da Cidadania não haviam respondido até a última atualização deste texto.

O auxílio emergencial começou a ser pago em abril para informais e inscritos no Bolsa Família para fazer frente às dificuldades impostas pela pandemia. Inicialmente, as parcelas eram de R$ 600 e foram reduzidas para R$ 300 em setembro. Quando o valor da parcela foi reduzido, o governo endureceu as regras para quem tinha direito ao auxílio. Com isso, o número de beneficiários diminuiu. No último ciclo, 40 milhões de pessoas receberam a ajuda.

Fonte: Gazetaweb

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar