DestaquePenedo

A Fake News e o machismo querendo acuar a Secretária de Educação de Alagoas.

 

Sou Professora, mãe de aluno da Rede Pública Estadual e quero externar minha solidariedade e respeito a todos os trabalhadores da rede estadual de Educação Alagoana. Sobretudo, à mulher, Professora e Secretária de Educação de Alagoas Laura Souza.
Neste momento difícil de pandemia em que a Educação passa por momentos difíceis, os professores e todos os trabalhadores da Educação, também estão passando por várias situações inimagináveis, conflitos, exaustão no trabalho remoto, busca ativa do aluno, cansaço mental, além da desvalorização profissional que já era corriqueira.
Agora, as famílias, perceberam a real importância do Professor/ Professora na escolarização dos seus filhos. E todos empenhados em manter os alunos estudando remotamente, as Escolas vêm buscando a melhor forma de atender aos estudantes e não deixar nenhum fora do Processo Educacional, nesse ano letivo atípico em 2020. A Escola segue Viva. Todos estão se reinventando, ensinando e aprendendo no distanciamento social para garantir a vida e os novos saberes. Porém, fomos surpreendidos com um pequeno vídeo e algumas notas de repúdio dirigidas a Secretária Estadual de Educação de Alagoas, onde diziam que a mesma acusava e ameaçava os Professores e Professoras. Tomamos um grande susto carregado de indignação e protestos. Aí gerou o maior burburinho nas mídias sociais. Era inacreditável tal acusação. Visto que a Educação de Alagoas vem melhorando seus índices, alcançando patamares positivos, principalmente com os novos Projetos, a exemplo do Escola 10. E aquela fala, não nos atacava em nada. Pois sempre fizemos o ” dever de casa”, quero dizer que a Escola Pública Estadual está transformando a sociedade. E boa parte dessa conquista é mérito da Professora Laura Souza e toda Equipe dos Trabalhadores da Educação Alagoana. Então, após assistir na íntegra, ao vídeo da Reunião dos Professores com a Secretária, momento ímpar e necessário, dada a devida urgência e necessidade em ouvir os clamores e sugestões dos Professores(as), confesso que fiquei ” tranquila”. Nossa Escola/Professores(as) têm dificuldades pertinentes às perguntas feitas à Secretária, porém não nos sentimos atacados. Pois, ultimamente, vem crescendo a onda das Fake News. E o vídeo estava fora do contexto. A verdade é outra. Tudo fora do contexto é nulo ou malicioso. A quem interessa atacar de forma distorcida e machista uma Mulher, Professora e/ou Secretaria? E que a pouco tempo era ocupada por um Homem, que tem um bom legado frente a Educação Estadual. Machismo? Sim. O que assisti foram perguntas e pedidos de Professores que querem e precisam de soluções rápidas. Concordo com os anseios da nossa Categoria. Mas no afã e na forma de encontrar um culpado, tentaram acuar uma MULHER. O machismo ainda existe. A trabalhadora, além de executar a mesma função dos homens, nós mulheres temos que provar em dobro que somos capazes. O machismo ainda está arraigado na nossa sociedade. Nossa categoria é genuinamente, na sua maioria, feminina. A Secretária respondeu todas as questões inerentes de maneira firme, corajosa e conhecedora, principalmente do nosso fazer Pedagógico, pois ela, a Secretária nos honra no cargo que ocupa. Será que o tom da pergunta seria o mesmo com o Ex. Secretário de Educação? Minha intenção não é magoar ninguém e nem fazer juízo de valor. Somos da categoria da Educação. E da Educação de Categoria. Devemos nos unir sempre em defesa de uma Educação libertadora, de qualidade e respeitosa. Vamos ensinar a exterminar o Preconceito, homofobia, machismo, racismo, feminicídio, e toda forma de desconstrução do trabalho que vem dando certo. Só apontar culpados não resolve os problemas.
Enfim, minha solidariedade e admiração à Professora Secretária de Estado da Educação de Alagoas.

Att. Professora Vanusia Barbosa
Penedo-Alagoas,14/08/2020

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Oi professora, eu amei toda formação do texto a cima digno de uma redação nota 300 se a senhora soubesse oque é realmente o machismo, eu espero de verdade que anote em seus diários que você apoia uma opressora uma doutora que menospreza a educação. Não há como defender alguém que disse palavras absurdas e não foram fora de contexto! Eu teria vergonha de ser professor e apoiá-la.

  2. Você deve estar de brincadeira, só pode. Foi um posicionamento, totalmente, infeliz, por parte da secretária. Não venha querer passar pano pra um absurdo deste tamanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar