CRB vence o Guarani, com gol de Gegê, e deixa a zona da degola: 1 a 0

Galo fica fora do Z4, mas espera o fechamento da rodada; vitória foi com gol que saiu no primeiro tempo

Em duelo pela 12ª rodada da Série B do Brasileiro, na tarde deste sábado (22), o CRB venceu o Guarani por 1 a 0, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, e o resultado fez o Galo sair da zona de rebaixamento, ao menos por enquanto, até o fechamento da rodada.

Gegê foi o autor do único gol do CRB, aos 29 minutos da etapa inicial. Antes de a bola rolar, foi dado um minuto de silêncio em homenagem ao ex-goleiro César, ídolo do CRB, que faleceu na quinta-feira (20), aos 69 anos.

O CRB agora é o 14º colocado na tabela, com 12 pontos. E o time de Campinas ocupa a 20ª posição (ainda na lanterna), com apenas 5 pontos. Reveja como foi no YouTube da Gazeta!

1º Tempo

Aos 5 minutos, a defesa do Galo cochilou e por pouco o Bugre não abriu o placar. Luan Dias cobrou o escanteio, Léo Santos surgiu livre na pequena área e finalizou com o joelho, mas mandou por cima da trave. O CRB respondeu aos 6min, quando Gegê bateu colocado, do bico da grande área, e o goleiro Vladimir espalmou, mandando para o lado.

O Guarani tentou aos 10min: Léo Santos se mandou para o campo de ataque, avançou e cruzou por baixo. A bola bateu em Hereda e se perdeu pela linha de fundo, em escanteio para o Bugre. Na cobrança, Heitor exagerou na força e a bola foi do outro lado da área do goleiro regatiano.

Aos 14 minutos, o CRB teve uma falta a cobrar, quando Hereda se livrou da marcação de Yuji e sofreu a falta. Mas, Gegê cobrou, mandando muito alto e a bola foi pela linha de fundo. O jogo chegava aos 20 minutos e o Bugre tinha mais posse de bola e tirava os espaços do Galo, que estava muito bem marcado.

O Bugre teve três escanteios seguidos para cobrar. No terceiro, Luan Dias bateu com veneno, Matheus Albino errou o soco, a bola fez uma curva e passou pertinho da trave direita. Quase saiu um gol olímpico no Rei Pelé, aos 23 minutos.

Aos 26min, foi o Galo quem teve um escanteio. Gegê pegou o rebote na frente da área, chtou com força e a bola desviou em Matheus Bueno, passando muito perto da trave. Mas, aos 29min veio o gol, e foi do CRB. Léo Pereira cruzou na pequena área e Gegê só fez cabecear para o gol: 1 a 0.

Quem assustou aos 33min, foi o Guarani. Airton fez uma boa jogada pelo lado direito, invadiu a área regatiana e chutou de canhota, vendo a bola tirar tinta da trave direita de Matheus Albino.

Chegando aos 40 minutos, o Alvirrubro era quem controlava mais as ações e era dono do jogo. E, com os 4′ de acréscimos e depois mais um, o 1° tempo acabou aos 50 minutos, com o Galo à frente no placar.

 

2º Tempo

Logo aos 3 minutos, o Bugre teve um escanteio em seu favor. Mas, na cobrança, Diogo Mateus mandou na área regatiana e o goleiro afastou. Aos 4min, de novo o Guarani: Caio Dantas aproveitou o cruzamento da direita e cabeceou para baixo, mas Matheus Albino fez grande defesa.

O jogo chegava aos 10 minutos e o CRB quase que não pego na bola ainda. Nesse momento, a chuva recomeçou a cair forte. Aos 11min, Matheus Bueno saiu em tentativa, mas errou o passe pelo meio e desperdiçou a boa chance de chegada do Guarani.

Aos 14min, em disputa de bola entre Airton e Heron, o jogador do Bugre ficou caído, pediu uma falta, mas o árbitro não foi na dele e mandou o jogo seguir. Aos 18min, em cobrança de escanteio para o Regatas, Gegê levantou a bola no meio da área, mas a defesa bugrina afastou.

 

Passando dos 20 minutos, as duas equipes já tinham feito algumas mudanças em seus respectivos times. E o duelo chegava aos 25 minutos, ainda com o 1 a 0 para o time regatiano, que pressionava. Aos 26min, Léo Pereira quase fez o segundo, ao mandar a bola de trivela, que passou raspando o poste esquerdo de Vladimir.Aos 31min, em tentativa do Guarani, Luccas Paraízo recebeu a pelota no meio-campo, mas foi desarmado por Falcão. Aos 32min, em cobrança de escanteio, Diogo Mateus levantou na primeira trave, Caio César tentou cortar, acabou cabeceando contra o próprio gol, mas o atento Matheus Albino segurou.

A partida passava dos 40 minutos e o CRB se segurava, todo na defesa, para garantir o resultado. Enquanto o Guarani era todo ataque. Aos 42min, o Bugre cobrou uma falta com Diogo Mateus, que mandou à meia altura e a zaga regatiana tirou o perigo. E, aos 50min, o duelo foi encerrado, após os 5′ de acréscimos do árbitro.

Léo Pereira na disputa de bola com jogador do Guarani. Ailton Cruz

Ficha Técnica

CRB – Matheus Albino; Hereda, Fábio Alemão, Gustavo Henrique e Jorge (Heron); Falcão, Rômulo (Caio César) e Gegê; Mike (Kallyel), Léo Pereira (Getúlio) e Anselmo Ramon (João Neto). Técnico: Daniel Paulista.

Guarani – Vladimir; Heitor (Diogo Mateus), Léo Santos, Douglas Bacelar e João Victor (Luccas Paraizo); Anderson Leite (Reinaldo), Luan Dias (Lucas Araújo) e Matheus Bueno; Airton (Bruno Oliveira), Vinicius Yull e Caio Dantas. Técnico: Pintado.

Árbitro – Savio Pereira Sampaio (CBF/DF).

Assistentes – Lucas Torquato Guerra (CBF/DF) e Rener Santos de Carvalho (CBF/AC).

Quarto árbitro – José Ricardo Vasconcellos Laranjeira (CBF/AL).

VAR – Carlos Eduardo Nunes Braga (CBF/RJ).

Assistente de VAR – Ciro Chaban Junqueira (CBF/DF).

Fonte  Gazetaweb

Sair da versão mobile