Bolsonaro critica PT e diz que Lula ‘quer voltar à cena do crime’

Chefe do Executivo afirmou nesta segunda-feira (31) que as gestões petistas deixaram rombos de US$ 160 bilhões

presidente Jair Bolsonaro (PL) subiu o tom nesta segunda-feira (31) ao fazer diversas críticas ao PT (Partido dos Trabalhadores) e afirmar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “quer voltar à cena do crime”.

“O mesmo cara quer voltar à cena do crime. Existem milhares de pessoas melhores do que eu por aí, mas quis o destino, ou Deus, no meu entendimento, que chegasse aqui. Estamos numa guerra”, disse.

“Não estou fazendo campanha para mim, mas é inadmissível achar que aquele bandido, voltando para cá, vai atingir os anseios da nossa população. Isso não é verdade”, complementou.

Bolsonaro afirmou também que liberdade não se passa de uma geração para outra. “Você tem que lutar por ela dia a dia. Quem parte para uma ditadura é o chefe do Executivo. Aqui é o contrário. É o chefe do Executivo que resiste, e é acusado e responsabilizado por tudo.”

Segundo o mandatário, as gestões petistas deixaram rombos de US$ 160 bilhões. “Na delação, o [Antônio] Palocci [ex-ministro da Casa Civil] disse que a única instituição que o PT não emparelhou foi o Banco do Brasil. Me acusam de ser ditatorial, mas abri mão do poder. Trabalhamos e tornamos o Banco Central independente”, disse.

do R7

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo