Retirada de vegetação aquática melhora eficiência de drenagem do Projeto de Irrigação Boacica da Codevasf em Alagoas

Um volume de 48.786 m3 ocupados por plantas aquáticas está sendo retirado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) dos rios Boacica e Taquara, que cortam o projeto público de irrigação Boacica, mantido pela empresa pública em Igreja Nova (AL). O objetivo é remover o excesso de vegetação dos dois rios, que funcionam como dreno principal, para dar maior eficiência à infraestrutura do projeto de irrigação. Para isso, a Codevasf está investindo recursos de R$ 517 mil.

A retirada da vegetação aquática dos rios que funcionam como dreno principal do projeto de irrigação Boacica já é realizada periodicamente pelo Distrito de Irrigação do Boacica (DIB), organização que representa os agricultores do projeto, segundo afirma o gerente regional de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf em Alagoas, engenheiro agrônomo Antônio Canário. No entanto, o equipamento utilizado no serviço não consegue atingir todo o espelho d’água dos rios.

“Uma série de fatores como a água da drenagem dos lotes e o clima da região propiciam uma grande proliferação das macrófitas (plantas aquáticas), o que vem prejudicando a drenagem do projeto de irrigação. No entanto, a escavadeira não consegue atingir o centro do espelho d’água, o que resulta na formação de ilhas de vegetação. Daí surgiu a necessidade de realizar esse serviço utilizando um barco-trator para o leito do rio, nos trechos mais largos”, explicou o gerente da Codevasf em Alagoas.

Entre os resultados destacados por Antônio Canário, com a realização do serviço está a melhoria na eficiência da drenagem. “Com uma drenagem deficitária, pode ocorrer algum prejuízo à safra. Porém, nunca chegamos a esse ponto, pois sempre houve um trabalho de manutenção nas margens, realizada pela escavadeira do projeto de irrigação”, afirmou.

Os trabalhos de retiradas das macrófitas aquáticas tiveram início em dezembro do ano passado com a retirada da vegetação com o uso de escavadeira hidráulica no trecho inicial do rio Taquara já dentro do projeto de irrigação. No mês de janeiro deste ano, os trabalhos se estenderam para o rio Boacica com a utilização de uma barco-trator removedor para a retirada da vegetação no centro do espelho d’água, local no qual a escavadeira não consegue atingir.

Até o mês de dezembro, somente com a utilização da escavadeira, já haviam sido retirados cerca de 774 m3 de macrófitas aquáticas. A previsão da Codevasf é que os trabalhos estejam concluídos até o próximo mês de março.

Bruno Santos 
Jornalista Mte 759/AL

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com