Fruticultores de Alagoas e Codevasf buscam alternativas para diversificação da produção e conquista de novos mercados

A conquista de novos mercados e a diversificação de culturas agrícolas ainda são desafios para a fruticultura. Para discutir alternativas de ampliação e escoamento da produção, agricultores que atuam no cultivo de frutas nos municípios alagoanos de Limoeiro do Anadia, Arapiraca e Teotônio Vilela participaram de reuniões técnicas promovidas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) durante essa semana. A proposta da Codevasf é aplicar nesses municípios a mesma metodologia de desenvolvimento agrícola executada pela companhia no polo agrícola de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) e que resultou numa produção diversificada voltada para grandes mercados nacionais e internacionais.

Os encontros técnicos foram conduzidos pelo assessor da Área de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Luiz Antônio Curado, e pelo presidente da Associação das Indústrias Processadoras de Frutas Tropicais (ASTN), Etélio de Carvalho Prado, associação que já atuou em parceria com a companhia para ampliação da comercialização em projetos de irrigação, a exemplo da região de Petrolina e Juazeiro.

Segundo Curado, a realização das reuniões técnicas atende a um pedido do superintendente regional da Codevasf em Alagoas, James Marlan Ferreira Barbosa, com o objetivo de buscar introduzir novas culturas agrícolas com grande valor agregado e conquistar novos mercados consumidores não somente para os agricultores dos projetos de irrigação mantidos pela Codevasf em Alagoas, mas também outras regiões do estado.

“Em Limoeiro do Anadia, por exemplo, discutidos soluções para a cultura do abacaxi. Queremos mostrar que existem soluções para essa cultura que estão atreladas à indústria. Depois desse primeiro contato, vamos analisar a capacidade produtiva e que tipo de indústria poderemos atrair para cá. Esse foi um trabalho que a Codevasf já fez em todo o vale do São Francisco, que foi iniciado em Petrolina”, explicou o assessor da Área de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf.

A primeira reunião ocorreu no município de Limoeiro do Anadia na terça-feira (27) com agricultores da associação de produtores rurais do município. Na quarta-feira (28), o encontro se deu em Arapiraca. A programação de reuniões técnicas foi encerrada na quinta-feira (29) com os agricultores de Teotônio Vilela.

Para o presidente da ASTN, há uma necessidade de promover uma maior aproximação entre os produtores rurais e a indústria para o crescimento da fruticultura na região. “Estamos aqui em Alagoas para colaborar com a integração entre fruticultores e a agroindústria, um procedimento natural que evita que as frutas produzidas fiquem no meio do caminho, sem atingir mercados, o que provoca uma queda na renda do agricultor”, defendeu Etélio de Carvalho Prado.

O presidente da Associação de Produtores Rurais de Limoeiro do Anadia (Asprolimo), Alvanio Vicente Farias, aposta na parceria com a Codevasf para diversificar a produção dos agricultores associados e ampliar a renda das famílias por meio da ampliação de mercado para seus produtos.

“Nós temos potencial e temos agricultores que gostam de trabalhar e uma cultura nova é o que precisamos para transformar nossa produção. Uma produção de mamão ou açaí projeta o agricultor e traz uma perspectiva de novos mercados. Sozinho não avançamos. Agora temos a parceria da Codevasf e teremos uma direção a seguir”, afirmou Alvanio Vicente Farias.

Depois da realização das reuniões técnicas, a Codevasf irá discutir as demandas para apoiar a diversificação da produção agrícola em Alagoas e a conquista de mercados a partir da fruticultura, revelou o surpreendente regional da companhia. “Após esse encontro inicial, iremos mobilizar a equipe técnica da Codevasf para estruturação da fruticultura nesses municípios. O que projetamos ao longo desse trabalho é tornar o estado de Alagoas um grande produtor e também beneficiador com a industrialização das frutas e demais produtos agrícolas produzidos aqui”, declarou James Marlan Ferreira Barbosa.

 Bruno Santos – Jornalista Mte 759/AL

 Mais informações: www.codevasf.gov.br

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com