Acusado de matar operadora de caixa dentro do Todo Dia, em Penedo, será julgado em 12 de dezembro

Na quarta-feira da semana que vem, dia 12 de dezembro, acontecerá em Penedo o julgamento de Genilson Ferreira Silva, apontado como o autor dos disparos de arma de fogo que vitimou a operada de caixa Maria Claudinete Catum, assassinada com 32 anos enquanto trabalhava no Supermercado Todo Dia.

O júri será realizado no Tribunal do Júri do Fórum Desembargador Alfredo Gaspar de Mendonça e será presidido pelo magistrado Antônio Rafael Wanderley Casado da Silva. O crime teve grande repercussão na região, por conta disso, o acesso a sala de sessões deverá ser limitado de acordo com o espaço disponível.

Claudinete Catum, a Cal como era mais conhecida, estava trabalhando normalmente quando Genilson Ferreira Silva, hoje com 41 anos, entrou no supermercado, sacou uma arma de fogo e deflagrou diversos disparos na direção da operadora de caixa, que morreu antes mesmo de receber socorro médico.

Após o crime, registrado na tarde de 23 de fevereiro de 2016, o elemento fugiu em uma motocicleta que havia sido roubada por ele próprio nas proximidades do Bolívar e, após abandonar o veículo região de São Sebastião, embarcou em um ônibus clandestino em direção a São Paulo.

Quatro meses após o homicídio, o delegado Guilherme Iusten, à época titular da Delegacia Regional de Penedo e responsável pelas investigações sobre o caso, conseguiu junto a Interpol, descobrir o paradeiro de Genilson Ferreira, preso em uma cidade venezuelana, na fronteira com o Brasil, onde estava escondido.

De acordo com os autos, Genilson matou Claudinete, motivado por ciúmes. No celular da vítima foram encontradas diversas mensagens ameaçadoras, onde o elemento dizia, inclusive, que se “ela não fosse dele, não seria de mais ninguém”.

Por: Aqui Acontece

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com