Operação integrada caça suspeitos de estupro de vulneráveis no Agreste

A Delegacia Regional de Arapiraca deflagrou, na madrugada desta quarta-feira (7), na região do Agreste, uma operação integrada que tem com objetivo cumprir 20 mandados de prisão, busca e apreensão em decorrência de crimes de estupro de vulneráveis cometidos com vítimas que têm entre 7 e 13 anos. Até o momento, seis pessoas foram presas, dentre elas, um empresário do ramo da construção civil.

Estão sendo cumpridos, ao todo, 10 mandados de prisão e 10 mandados de busca e apreensão nos municípios de Arapiraca e Craíbas.

A operação integrada com a Delegacia de Craíbas foi batizada com o nome “Diga não à pedofilia” e é coordenada pelo delegado regional de Arapiraca, Igor Diego.

Até o fechamento desta matéria, seis pessoas haviam sido presas em Craíbas e Arapiraca, que se trata de um empresário, de 60 anos, cuja identidade não foi revelada. Ele é acusado de abusar de uma criança de 10 anos de idade.

Os presos estão sendo encaminhados para a Delegacia Regional da cidade, para a realização dos procedimentos legais.

Além das prisões, foram apreendidos vários aparelhos de celular, que podem conter material apontando crime de pedofilia. “A força-tarefa continua até que consigamos prender os demais acusados”, disse o delegado, informando que ainda não pode passar os nomes dos acusados.

gazetaweb

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com