O que levou cinco vereadores penedenses a se absterem de votar na eleição para mesa diretora

A eleição para a formação da nova mesa Diretora da Câmara Municipal de Penedo na manhã desta sexta-feira(26), foi  marcada por dois fatores que chamaram a atenção daqueles  que foram prestigiar  o processo eleitoral: primeiro a “união” de  dez vereadores em torno de uma chapa que segundo seus membros  foi criada principalmente para fortalecer e aprimorar o processo de relacionamento harmonioso entre  a bancada de situação e oposição.

Segundo, houve um grupo  de Vereadores revoltado,  rebelando formado Por Ernande Pinheiro, Macaxeira,  Mano da Caçamba, Derivam Tomaz e Billi Marques  que  se posicionaram contra a candidatura de Marcelinho, a prova é tanto que  chegaram ao plenário assinaram  o livro de presença no entanto antes mesmo de começar propriamente dito a eleição, os mesmos como se diz no popular “caparam o gato” desapareceram  da casa  abstendo-se de votarem.

Pelo o que se tem conhecimento esses parlamentares na verdade  ficaram chateados, muito chateados, indignados com a postura  de alguns colegas que de acordo com os mesmos não tiveram a hombridade de  participar a eles os vários encontros realizados as escondidas para  formar uma chapa sem a presença dos  citados edis. Foi isso, que deixou esses cinco Vereadores  com a  pulga atrás da orelha sentido-se traídos  levando-o a abandonar o plenário antes mesmo de ter início  ao processo de votação numa forma de protesto.

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com