Polícia deve pedir quebra de sigilo telefônico de casal morto em Penedo

Em entrevista à imprensa na tarde desta quarta-feira (05), o delegado regional de Penedo, Gustavo Xavier, informou que ainda não há uma linha de investigação concreta sobre o assassinato do médico Antônio Francisco Ribeiro, de 56 anos, e do namorado dele, Lourinaldo Alves Ribeiro, 52, crime registrado nessa terça, em Penedo. Entretanto, além de imagens colhidas pela Polícia Civil e que podem ajudá-la na identificação dos suspeitos, há, ainda, a possibilidade da quebra de sigilo telefônico das vítimas.

“Estamos aguardando informações sobre a quebra de sigilo telefônico, além da análise das imagens registradas por câmeras próximas ao local”, revelou Gustavo Xavier.

Uma vizinha do casal contou à reportagem que um sobrinho do médico entrou na residência e verificou que as luzes estavam apagadas, deparando-se o primeiro corpo na cozinha. Tratava-se de Lourinaldo. Ele estava coberto por um lençol, amarrado, amordaçado e com várias perfurações.

Já o corpo do médico estava no banheiro e só foi encontrado quando a equipe da perícia, acompanhada de guarnição da Polícia Militar, iniciou os levantamentos no local do crime.

A equipe que investiga o assassinato de Antônio e Lourinaldo informou que, até agora, são duas as linhas de investigação: duplo homicídio e latrocínio. Testemunhas estão sendo intimadas a depor sobre o caso.

Nas imagens, dois homens são vistos caminhando por uma rua próxima à casa das vítimas. O sepultamento do casal – que teria sido visto pela última vez, acompanhado de um grupo, na localidade conhecida como “Prainha”, em Penedo – vai ocorrer nesta quinta-feira, no cemitério São Gonçalo do Amarante, em Penedo.

GazetaWeb

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com