Cemitério indígena de 500 anos é encontrado na Amazônia

Um cemitério indígena intocado foi encontrado na Amazônia por arqueólogos do Instituto Mamirauá. Ao todo, foram escavadas nove urnas funerárias da chamada Tradição Polícroma – conjunto de cerâmicas da pré-história sul-americana.

“Urnas funerárias como as que foram encontradas são comuns pela Amazônia brasileira e nas partes amazônicas de países como Peru e Equador”, afirma Eduardo Kazuo Tamanaha, arqueólogo do Instituto Mamirauá.

“Mas os pesquisadores costumam recebê-las da mão de moradores do local, que de fato encontram os artefatos e os retiram da terra. Agora, escavar e encontrar uma cova com as urnas dessa cultura, do jeito que estavam, e realizar todo o registro científico, é algo inédito”, completa.

Os pesquisadores descobriram o cemitério em julho na comunidade Tauary. De acordo com o UOL, as urnas estavam enterradas a uma profundidade de 40 centímetros da superfície. A descoberta chamou a atenção dos cientistas pela forma como foi encontrada.

“As urnas funerárias têm rostos desenhados, o interessante é que nenhum desses rostos estava ‘olhando’ para outro. Se uma urna foi enterrada com o rosto para cima, a urna ao lado dela estava ‘olhando’ para baixo, e a seguinte estava enterrada de lado. É como se elas não quisessem olhar uma para a outra. As urnas seguiam uma ordem, claramente elas foram enterradas daquele jeito e foi intencional”, comentou Tamanaha.

gazetaweb.globo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com