Advogado e mais dois são presos em operação deflagrada em AL e no RS

Uma operação policial deflagrada nos estados de Alagoas e do Rio Grande do Sul prendeu três pessoas suspeitas de participar de um esquema que resultou no recebimento indevido da quantia de R$ 220 mil pagos pelo Judiciário. Um dos presos é um advogado que atuava na cidade de Penedo, no interior de Alagoas. No total, quatro mandados de prisão preventiva foram expedidos pela 4ª Vara Criminal de Penedo e uma pessoa encontra-se foragida.

De acordo com o delegado Gustavo Xavier, da Regional de Penedo, o esquema foi descoberto depois que familiares da pessoa que deveria receber o valor da ação judicial e que morreu em 2001, no Rio Grande do Sul, obtiveram a informação de que o dinheiro já havia sido pago. A polícia do RS entrou em contato com Alagoas e pediu que o caso fosse investigado. Com isso, descobriu-se que o valor havia sido depositado na conta do advogado, que teria montado todo um esquema para o recebimento da quantia.

João Carlos Renovatto, que tem atuação na área criminal em Alagoas, foi preso na cidade de Penedo e deve responder pelos crimes de associação criminosa, falsidade ideológica e furto mediante fraude. Além dele, também foram presos Jurandir Cunha Oliveira, em Porto Alegre/RS, e José Antônio da Silva, em Maceió. Ambos teriam se beneficiado do esquema e também foram autuados pelos mesmos crimes do advogado. O quarto alvo de mandado de prisão não foi localizado e é considerado foragido da Justiça.

Segundo o delegado, outras pessoas podem estar envolvidas no esquema criminoso e as investigações continuam até mesmo para descobrir se outros valores referentes a títulos extrajudiciais foram recebidos pelo profissional da advocacia, que já foi policial militar do estado de Sergipe.

“Acreditamos que haja mais pessoas envolvidas no caso e a quebra do sigilo vai ajudar nesse sentido”, pontuou Gustavo Xavier, sem dar mais detalhes sobre as investigações.

A operação que resultou nas prisões em Alagoas e no Rio Grande do Sul aconteceu no final da tarde dessa quarta-feira (22), mas as informações sobre as prisões só foram divulgadas nesta manhã

gazetaweb

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com