Globo perde direitos de transmissão da Champions League

Caiu como uma bomba no mercado o resultado dos direitos de transmissão da Liga dos Campeões da Uefa. Afinal, depois de quase uma década, a Globo deixará de ter os direitos para TV aberta do principal torneio de clubes do mundo nas próximas três temporadas.

Nos bastidores, uma briga entre a TEAM (agência que vende os direitos de transmissão da Champions para o mundo) e a emissora carioca se mostra como a principal causadora da desistência do canal. Segundo apurou o UOL Esporte, a Globo queria ser detentora dos direitos em TV aberta e fechada, e exigiu isso em conversas com a agência para a renovação no novo ciclo.

O problema é que a TEAM ficou revoltada com isso. A agência argumentou que venceria, nas duas plataformas, quem tivesse a melhor proposta financeira para a Uefa.

A reportagem apurou que a TEAM usou como exemplo a licitação da Conmebol para vender os direitos da Copa Libertadores da América – a confederação leva em conta outras questões, e não só a melhor proposta financeiramente.

O movimento feito pela Globo foi para tentar impedir que o Esporte Interativo renovasse os direitos de transmissão na TV paga. A estratégia foi quase idêntica ao que aconteceu em 2014, quando a Globo deixou de ceder um jogo por semana para o rival.

Na ocasião, a Turner acabara de comprar 30% do Esporte Interativo, e a Globo, vendo uma ameaça, exigiu da TEAM e da Uefa os direitos totais da Liga dos Campeões. Porém, de surpresa, o Esporte Interativo acabou comprando os direitos para TV paga. A emissora carioca tentou a mesma tática nesta conversa, mas a reação da TEAM e da entidade europeia foi outra.

Por conta dessa dissonância e de outros fatores, como o maior gasto que o canal teve nos últimos três anos para renovar os direitos da Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão, a Globo decidiu não fazer proposta para nenhuma plataforma. Cancelou até mesmo um acordo prévio que tinha com a ESPN para fazer uma proposta conjunta, acabando com os planos da emissora da Disney de ter a Champions League de volta.

Até o momento, o que se sabe é que o Facebook e o Esporte Interativo levaram os direitos, segundo informou o jornalista Rodrigo Mattos, do UOL, no fim do mês de junho. No entanto, ainda não se sabe como ficou a divisão dos pacotes. O anúncio oficial ainda não foi feito e não há previsão de quando irá acontecer.

 

7segundos

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com