“Se todo mundo baixar eu topo”, diz Renan Filho sobre redução do ICMS

O governador de Alagoas, Renan Filho, durante a cerimônia de lançamento do programa Bolsa Atleta Alagoas, na manhã desta quarta-feira (6), afirmou que o Estado só deverá baixar a alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) se os demais estados da Federação e do Nordeste reduzirem também. O ICMS é um dos impostos que incidem sobre o valor final do preço dos combustíveis.

“Se todo mundo baixar eu topo, já falei isso publicamente, mas isso vai fazer os estados quebrarem. Essa conta do combustível é do Governo Temer, T-E-M-E-R, Temer, que aumenta todos os dias o preço e agora recuou, derrubou o presidente da Petrobras [Pedro Parente] que estava errado”, disse o governador, soletrando o nome do presidente da República.

Renan Filho criticou a responsabilização sobre a composição do preço dos combustíveis para os governos dos estados. “Não adianta a imprensa local botar isso para os Governos [Estaduais], isso não tem sentido. O dono de posto também está equivocado, porque ele não reclama na hora que ele compra na Petrobras todo dia com um preço diferente? Ele não reclama porque a Petrobras não ouve, faz ouvido de mercador”, afirmou o governador.

De acordo com ele, a previsão internacional aponta que o preço do barril de petróleo deverá subir cerca de 15% até o final do ano, o que para o governador faria com que a redução de 2% na alíquota do ICMS, que incide nos combustíveis, fosse indiferente para o consumidor.

“Isso vai engolir o que eu baixei, baixar a receita do Estado e não vai mudar nada o preço para o cidadão, porque a Petrobras vai aumentar, ou você acha que não vai?”, questionou que continuou, “Isso é coisa de quem não faz conta. Se todos os Estados baixarem, e eles já estão quebrados, eu topo, que eu estou mais sólido. Entretanto, eles não vão pagar folha. A principal arrecadação é decorrente disso, combustíveis e energia são esses insumos que movem a economia”, defendeu o governador.

Programa Bolsa Atleta Alagoas

O programa Bolsa Atleta Alagoas irá apoiar os 20 atletas com o pagamento de um salário mínimo (R$ 954) durante 12 meses, permitindo assim, que estes desportistas possam custear as necessidades para se manterem no esporte.

A seleção dos atletas foi feita por uma comissão da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), que avaliou os currículos esportivos de diversas modalidades, pontuando de acordo com as suas colocações, níveis de competições e convocações para as seleções respectivas.

.tnh1

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com