Funcionário da OAB é atingido com tiro em confusão com policiais em frente ao Fórum

Um funcionário da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB/AL) e Caixa de Assistência dos Advogados de Alagoas (CAA/AL) José Geovane da Graça que trabalha na calçada no Fórum do Barro Duro, foi alvejado tarde desta segunda-feira, dia 04, por disparo de arma de fogo após um desentendimento com um policial militar do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTRan).

Segundo testemunhas, o rapaz faz a guarda dos carros dos advogados que frequentam o Fórum e quando as equipes do BPTran estiveram no local e constataram algumas irregularidades ele foi de encontro aos agentes.

O funcionário chegou a discutir com o militares e no meio do desentendimento, populares revelaram ele chegou a agredir fisicamente o militar que revidou fazendo um disparo contra Geovane.

Segundo o comandante do Batalhão, Major Luiz Felipe “a guarnição estava fazendo seu trabalho e foi multar alguns veículos que estavam estacionados de forma irregular quando houve a discussão e o funcionário agrediu um dos policiais que atirou contra o mesmo”.

“Já estamos com gravações do acontecido e iremos apurar se houve excesso das partes e caso seja constatado algum erro ele deverá ser reparado conforme determina a lei”, afirmou o major.

Em nota  a OAB/AL) e CAA/AL repudiaram a ação dos militares. Confira abaixo a nota na íntegra:

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB/AL) e Caixa de Assistência dos Advogados de Alagoas (CAA/AL)  afirmaram que repudiam veementemente a ação de militares lotados no Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTRAN) que agrediram o funcionário da instituição que atua no estacionamento da advocacia localizado no Fórum do Barro Duro. José Geovane da Graça foi abordado pelos militares que notificavam veículos estacionados de forma irregular, agredido e baleado na perna.

OAB Alagoas e Caixa de Assistência buscam informações precisas junto à Secretaria de Segurança Pública (SSP) sobre o ocorrido e a ação totalmente desproporcional dos militares. Segundo informações obtidas de forma preliminar com testemunhas, incluindo advogados e advogadas que se encontravam no local, os policiais estariam notificando veículos que estavam estacionados de forma irregular nas proximidades, no momento em que o carro de um advogado seria manobrado para ocupar uma das vagas do estacionamento destinado à advocacia, os policiais empurraram José Geovane e o agrediram.

Cercado pelos policiais, sofrendo agressões físicas e desesperado, o funcionário da OAB Alagoas e Caixa de Assistência reagiu e tentou se afastar. Imediatamente, mesmo sem José Geovane portar qualquer tipo de armamento, um dos policiais sacou a arma e atirou na perna dele. Baleada, a vítima foi colocada dentro da viatura, sem que os militares dessem qualquer satisfação do destino de José Geovane.

Ao tomar ciência do ocorrido, a OAB Alagoas e a Caixa de Assistência mantiveram contato imediato com a SSP. Minutos depois, as instituições foram informadas que o funcionário estava sendo encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE). Representantes das instituições se dirigiram para a unidade hospitalar para acompanhar o atendimento a vítima e buscar mais informações.

OAB Alagoas e Caixa de Assistência ressaltam o total respeito aos militares que honram o dever diário de defender a população, colocando em risco suas próprias vidas. Atitudes arbitrárias não podem manchar o valor de toda a corporação, no entanto, precisam ser repudiadas e combatidas.

Ainda não há informações sobre o estado de saúde da vítima.

cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com