ALE aprova, em primeira discussão, reajuste de 2,95% para governador e vice

Com a abstenção do deputado Rodrigo Cunha (PSDB), os deputados aprovaram em primeira discussão o projeto de lei, de autoria da Mesa Diretora, que reajusta em 2,95% os salários do governador e do vice-governador de Alagoas. A aprovação ocorreu na sessão ordinária desta quarta-feira (20), na Assembleia Legislativa (ALE).

 

“Sabemos o objetivo principal da matéria é ajustar os salários de delegados, fiscais de renda, que merecem ter um reajuste pelo risco da própria atividade, mas acho que é de bom alvitre que governador faça o que fizeram em alguns estados, pedindo formalmente o congelamento do próprio salário”, sugeriu Cunha, antes da votação.

 

O parlamentar se referiu ao fato do reajuste beneficiar, em efeito cascata, algumas categorias do funcionalismo público, a exemplo dos delegados da Polícia Civil e fiscais de renda, cujos subsídios estão ligados à remuneração do governador.

 

Francisco Tenório (PMN) lembrou que o mesmo percentual está sendo concedido também aos demais servidores públicos estaduais e que, caso os salários do governador e do vice não sejam reajustados, essas categorias não terão direito ao benefício,

 

Na semana passada, os parlamentares aprovaram, também em primeira discussão, o PL de origem governamental, que dispõe sobre o reajuste de 2,95% para os servidores públicos ativos, inativos e comissionados do Estado.

 

A matéria foi aprovada com uma emenda, de autoria de Tenório e Bruno Toledo (PROS), para que o reajuste seja pago retroativo a 1º de maio, data-base dos servidores públicos do Estado.

 

Na ocasião, foi lido o parecer favorável a aprovação da matéria que reajusta os subsídios do governador e do vice, mas  Rodrigo Cunha pediu adiamento da votação.

cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com