Quase 36 mil alagoanos precisam regularizar título eleitoral

 

Cerca de 35,89 mil alagoanos que ficaram mais de três eleições sem votar ou justifica a ausência têm até a próxima quarta-feira (9) para regularizar a situação sob pena de não votar nas próximas eleições, segundo dados consultados pela reportagem junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O órgão explica que para efeito dessa contagem, cada turno de um pleito representa uma eleição. Somados, esses alagoanos correspondem a 1,67% do total de 2,14 milhões de eleitores eleitores no Estado.

Em todo o País, segundo o TSE, quase 1,9 milhão de eleitores estavam em situação irregular em maio de 2017. Para regularizar a situação, o eleitor  deve ir ao cartório eleitoral de sua cidade de posse do título de eleitor caso o possua, além de um comprovante de residência e um documento oficial de identificação pessoal que tenha, no mínimo, nome, filiação, data de nascimento e nacionalidade. No caso dos homens, também é necessário levar o comprovante de quitação militar.

Também termina na próxima quarta-feira o prazo para que o eleitor que tem 15 anos, mas vai completar 16 anos até a data da eleição e pretende votar, requerer o título. O mesmo dia também é o prazo final para que pessoas com deficiência que necessitam de atendimento especial informem sua situação à Justiça Eleitoral para que sejam remanejadas para uma seção adaptada.

A participação nas eleições é facultativa apenas para analfabetos, pessoas com idade entre 16 e 18 anos ou com mais de 70 anos. Para os demais brasileiros, o voto é obrigatório.

*Com Agência Brasil

gazetaweb

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com