Câmara Municipal de Penedo convoca representantes da Santa Casa de Misericórdia

O Poder Legislativo penedense aprovou nesta quinta-feira, 05 de abril, a convocação para que representantes da administração da Santa Casa de Misericórdia de Penedo compareçam para esclarecer situações relacionadas à gestão do complexo de saúde responsável por um hospital, uma maternidade e um asilo.

A convocação foi determinada pelo presidente em exercício da sessão parlamentar, Ernande Pinheiro, após o Vereador José Carlos Vicente (Macaxeira) comentar, na tribuna, situações relacionadas à Santa Casa de Penedo.

O parlamentar falava sobre o contato que manteve com o deputado federal Ronaldo Lessa durante a Marcha dos Vereadores em Brasília, evento ocorrido semana passada. Ainda segundo o edil, a visita ao gabinete do membro da bancada federal foi acompanhada pela vereadora Raquel Tavares e o Presidente da Câmara Municipal de Penedo, Antônio de Figueiredo Barbosa Júnior (Júnior do Tó).

“Eu perguntei ao deputado se ele havia disponibilizado ajuda para nossa Santa Casa e ele disse que sim. Eu procurei saber o valor e fui informado do envio de R$ 750 mil. Então esses valores estão chegando na Santa Casa e o que eu não consigo entender é que a Casa Santa desfaz, com tanta facilidade, dos profissionais penedenses”, disse antes de mencionar a demissão do técnico de enfermagem Claudevan e de médicos que também foram recentemente demitidos da instituição.

Em aparte, o vereador João Lucas frisou que representantes da Santa Casa de Penedo já foram convidados a prestar esclarecimentos na Câmara, mas ao invés de atender a solicitação, enviaram um convite para que vereadores fossem até a instituição.

“Eu não fui, estou aguardando o ‘seu’ Jean (Jean Cleber Spricigo, diretor-geral da Santa Casa de Penedo), estou aguardando o Provedor (Dom Valério Breda) e o Vice-Provedor da Santa Casa (Eduardo Regueira) para que eles possam dar explicações”, destacou João Lucas, frisando que a entidade é filantrópica, recebe recursos públicos e que o não atendimento ao convite da Câmara desrespeita o Legislativo e a população penedense.

João Lucas disse ainda que tem informações extraoficiais sobre “metodologia do regime de ditadura” no complexo de saúde. “Será que todos esses profissionais demitidos são ruins ou quem está à frente da Santa Casa não tem capacidade para gerir pessoas?”, questionou, reforçando a necessidade do comparecimento no plenário da Câmara.

Com o fim do aparte, o Vereador Macaxeira voltou a cobrar posicionamento da Santa Casa e da Pró-Saúde, empresa contratada para administrar a instituição. O Vereador Armando Lima (Mano da Caçamba) também comentou o assunto e foi mais incisivo.

“Ninguém vem aqui prestar contas do que recebem, do que se faz, a gente sabe somente das notícias ruins. Não é hora, senhor presidente, de convocar o Vice-Provedor para que o vereador tenha o direito de saber as coisas, talvez o dinheiro esteja curto, não sei?”, disse Mano da Caçamba, dirigindo-se ao colega parlamentar Ernande Pinheiro.

Foi a deixa para que o presidente em exercício da reunião determinasse a convocação para que representantes da entidade compareçam na Câmara Municipal de Penedo para prestar os devidos esclarecimentos.

camarapenedo.al.gov

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com