Servidores do Detran ameaçam nova paralisação ainda para este mês

Servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL) realizaram neste sábado (14) um mutirão de atendimentos para suprir a demanda represada após a greve de mais de 40 dias, na sede do órgão, na Avenida Menino Marcelo, na parte alta da capital. Em contrapartida, a categoria anunciou que irá se reunir em assembleia na próxima quinta-feira (19), às 10h, no auditório do Detran e caso não haja até essa data novidades por parte do Governo do Estado, ameaçam aprovar uma nova paralisação por tempo indeterminado a ser iniciada ainda neste mês de abril.

“A abertura do órgão neste sábado foi um acordo entre o sindicato e a direção do Detran uma vez que, os servidores que participaram da greve que durou 42 dias tem consciência de que a população não pode ser penalizada” , destacou o presidente do Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Sinsdal), Roberto Martins

Martins pontuou ainda que no último mês, no Ciretran de Arapiraca, a categoria estendeu seu horário de trabalho sem pleitear alimentação ou o pagamento de horas extras, uma vez que compreende a importância dos serviços ofertados à sociedade.

Desde o fim da paralisação, a banca examinadora do Detran tem realizado, todos os sábados, mais de 600 exames, reforçou Martins.

Assim como a sede em Maceió, neste sábado estão funcionando as 12 Ciretrans instaladas no interior do Estado para atender aos usuários que possuam algum tipo de pendência de serviços de habilitação ou referentes ao veículo. Além de realizar exames, o Detran também está oferecendo vistoria veicular e todos os demais serviços que são ofertados em dias normais de funcionamento.

Cumprindo o que foi acordado entre o Sinsdal e a direção do órgão, “graças à mobilização e o empenho de todos os servidores do Detran estamos abrindo hoje as portas do órgão em pleno final de semana, em respeito à sociedade e em gratidão ao apoio de nossos usuários que apesar de prejudicados, apoiaram nosso movimento grevista”, disse Roberto Martins.

Reivindicações pendentes

O presidente destacou ainda que, “cabe ao Governador Renan Filho avançar na pauta de reivindicação da categoria pendente deste de 2016, que se resume a três pontos: realização de concurso público, autonomia administrativa e financeira da autarquia e revisão do PCCS”.

Roberto Martins comentou que após o fim da greve, “houve uma audiência com o Secretário de Planejamento e Gestão Público, Fabrício, que ficou de conversar com o governador e dar um retorno ao sindicato, o que não ocorreu até a presente data”.

Alagoas24horas

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com