Greve dos servidores pode gerar redução de até R$ 7 milhões na arrecadação do Detran

Os prejuízos causados com a paralisação dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AL) são altos, tanto na questão da arrecadação, como também para os usuários que estão impossibilitados de fazer alguns tipos de atendimentos. A greve foi deflagrada há mais de 20 dias, depois que o Governo do Estado não sinalizou em atender as reivindicações dos servidores.

Na próxima segunda-feira (26), os servidores participaram de audiência de conciliação, no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) para decidir sobre as questões solicitadas, como a realização de concurso público para o preenchimento de 140 vagas, autonomia administrativa e financeira do órgão e a revisão do Plano de Cargos e Carreiras.

Enquanto isso, todos os serviços continuam parados e a queda da arrecadação pode chegar a mais de R$ 7 milhões no mês de fevereiro, tendo como base a última arrecadação do mês de janeiro. Ao jornal Gazeta de Alagoas, o presidente do Detran colocou que a audiência trará uma solução para a paralisação.

Apesar disso, o presidente do Sindicato dos Servidores do Detran de Alagoas (Sinsdal), Roberto Martins disse anteriormente ao CadaMinuto que a pauta de reivindicações não é nova e ressaltou que os trabalhadores do Detran “não gostariam de entrar em greve, mas foram desafiados pelo governo”.

E este fato pode gerar ainda mais outros impasses, já que o presidente adiantou que o Governo não tem como atender as reivindicações da categoria neste momento.

cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com