Alcides Andrade comenta projeto que cria a previdência municipal em Penedo

Político experiente e conhecedor do assunto discutido nesta segunda-feira (08), no programa Voz da Cidade (Grande Rio FM/92,1), Alcides Andrade reafirmou que a previdência própria se tornou um problema onde foi criada, citando casos mais próximos de Penedo – Coruripe e São Sebastião.

Segundo ele, “famílias passando necessidade, endividadas e quase sem alimentos em casa.” “O desamparo que atinge aposentados e pensionistas da prefeitura de Atalaia acontece porque o município alagoano tem previdência própria, regime que assombra servidores públicos de outro município alagoano”, disse Cidoca

Para ele, “o fantasma da previdência municipal volta a assustar funcionários efetivos da Prefeitura de Penedo.” Por determinação do prefeito Marcius Beltrão, o projeto que cria o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) foi novamente enviado à Câmara de Vereadores, comentou Cidoca, acresentando, que “foi retirado da pauta do legislativo penedense por duas vezes (dezembro de 2016 e setembro de 2017), a proposta rechaçada pelos servidores municipais está, de novo, na pauta do parlamento.

Encaminhado para as comissões parlamentares permanentes, o projeto voltou a tramitar na Câmara de Vereadores de Penedo desde sexta-feira (05 de janeiro), data da primeira sessão legislativa de 2018.

A mais recente tentativa de Marcius Beltrão foi criticada por Alcides Andrade Neto, o Cidoca, ex-deputado estadual e ex-presidente da Câmara de Vereadores de Penedo.

“Eu não entendo essa insistência, desde 2016 que o prefeito de Penedo insiste, mas não tem um servidor sequer dizendo que quer essa mudança de previdência. Tem que ter algum motivo maior, como se comenta em nosso município sobre a saída do município do INSS e se isso for aprovado, o servidor não vai sentir hoje e nem daqui a 3, 4 anos, mas depois, quando for se aposentar e lá não tiver o dinheiro que ele contribuiu”, disse Alcides Andrade.

Alertou Cidoca, “a falta de repasse da prefeitura à previdência municipal se torna uma bola de neve. Mesmo quando se coloca cláusula que impede pendência de um ano para o outro”.

Disse ainda, ele “basta o prefeito do PDT enviar para a Câmara um projeto de lei, admitindo que tem a dívida com a previdência, mas não tem condições de pagar, pedindo parcelamento em tantos meses. “

“O município fica quite com a justiça, mas devendo o que ficou no acordo e com a obrigação de pagar as mensalidades, então vai acumulando, isso aconteceu em todos os municípios que têm previdência própria que eu tenho conhecimento”, explicou Alcides Andrade.

“Eu acho que os vereadores não vão dar esse presente à população de Penedo. O INSS não funciona às mil maravilhas, mas é seguro”, afirmou o pré-candidato a deputado estadual na entrevista ao radialista Antônio Silva, lembrando que o projeto que cria a previdência municipal sequer constava no programa de governo do então candidato à reeleição Marcius Beltrão.

reportermaceio

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com