201801291934_08913186e7

O que é o código IMEI e como pode usá-lo para bloquear e desbloquear seu celular

Todo celular tem um registro digital que o torna único e o protege. Trata-se de um número de 15 dígitos que o identifica, conhecido como IMEI (International Mobile Equipment Identity, ou identidade internacional de equipamento móvel).

Os primeiros seis dígitos, conhecidos como TAC (Type Allocation Code), indicam o local onde o telefone foi criado. Os dois seguintes, FAC (Final Assembly Code), permitem saber quem é o fabricante. Completam a lista o número de série e um dígito verificador.

Há diversas maneiras da saber qual o IMEI do seu celular:

– Digite *#06# nele e aperte discar

– Procure “sobre o celular” no menu “ajustes”

– Também pode estar embaixo da bateria, em um adesivo com o número impresso

– Olhe na caixa do aparelho, na parte de trás do celular ou na ‘bandeja’ do cartão SIM (se for um iPhone)

Mas afinal, para que serve esse número?

1. Bloquear o celular

Um dos usos mais comuns do IMEI é para bloquear o telefone em caso de perda ou roubo.

Basta ligar para a operadora e fornecer o código e uma identificação: o bloqueio será imediato.

O número também ser útil na hora de fazer um boletim de ocorrência em caso de roubo – quando mais dados tiver para oferecer, melhor.

Caso encontre seu celular, o desbloqueio é um processo mais lento do que o bloqueio: pode demorar até dois meses.

É preciso ligar para a operadora com o código em mãos e ter também alguma comprovação de que o aparelho é seu e não foi obtido ilegalmente.

2. Desbloquear para uso com outra operadora

O IMEI também pode servir para desbloquear um celular: usar o aparelho com uma empresa de telefone diferente da com a qual você o comprou.

No entanto, desde 2010 as operadoras brasileiras são obrigadas pela Anatel a desbloquear um aparelho a qualquer momento, deixando o usuário livre para usar o chip da operadora que quiser. O procedimento não pode ser cobrado.

Ainda é possível desbloquear o celular por conta própria com o IMEI um programa de computador. Mas o mais recomendável é realizar o desbloqueio pela operadora, em uma loja ou pelo telefone.

3. Checar se o celular não é roubado

Se você está comprando o celular usado, pode usar o número IMEI para se certificar de que ele não foi roubado ou perdido por alguém.

É preciso entrar no site IMEI Pro e colocar o número. O endereço mostra se ele está na lista negra de aparelhos roubados ou perdidos.

Se o telefone for da Apple, é possível ver também a qual conta na nuvem a qual ele está associado.

4. Identificar o celular e experimentar atualizações

É aconselhável anotar o número, pois ele é único e identifica seu aparelho.

Além dos usos já citados, é possível que o fabricante o peça em algumas situações (necessidade de usar a garantia, por exemplo) para identificar a autenticidade do aparelho.

Mas o IMEI também serve para experimentar atualizações de software que estão na fase de testes.

Alguns fabricantes permitem que o usuário teste atualizações em fase beta, e para isso é preciso saber seu número.

gazetaweb.globo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com