“Nenhuma hipótese está descartada”, diz delegado sobre caso de motorista de aplicativo

O delegado Alcides Andrade, do 10º Distrito Policial da Capital, responsável pela investigação do caso do motorista por aplicativo José Walmir da Silva Calado, de 29 anos, – que estava desaparecido desde a noite de domingo (28) e foi encontrado no final da manhã de hoje, 30, – disse que nenhuma linha de investigação está descartada.

Em entrevista à TV Pajuçara, o delegado falou que a primeira hipótese é de que se trate de uma tentativa de latrocínio, já que o carro da vítima, um Voyage branco 2012, de placa OHF-7667, ainda não foi encontrado.

“Encontrar o carro pode ser determinante para a resolução do caso. Uma possível perícia no veículo pode revelar elementos que nós ainda não conhecemos e que no diga de fato o que aconteceu”, explicou o delegado.

Informações não oficiais dão conta também que testemunhas teriam visto José Walmir ser rendido por quatro homens, e colocado no banco traseiro do próprio carro, próximo a sua casa, no bairro Graciliano Ramos, parte alta da Capital.

O delegado informou também que já tomou depoimento dos pais da vítima e agora espera que novas informações surjam e contam que com a possível melhora de José Walmir, para que ele possa dizer o que aconteceu.

Também em entrevista ao canal de televisão, o major Coutinho, comandante do 8º BPM, informou que buscas pelo veículo já estão sendo feitas, e que espera manutenção nas aeronaves do grupamento aéreo para que essa ferramenta se junte à procura.

Ele ressaltou ainda que pessoas que tenham quaisquer informações que possam levar à resolução do caso ou ao encontro do veículo, que liguem para o disque denúncia, pelo número 181, sabendo que o sigilo é garantido.

Estado de Saúde

José Walmir foi encontrado no final da manhã de hoje numa região de mata em Marechal Deodoro, Região Metropolitana de Maceió. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo no braço direito e cabeça. No momento em que foi encontrado ele estava consciente e foi entubado e socorrido até o Hospital Geral do Estado (HGE), na Capital, onde foi submetido à tomografia e procedimento cirúrgico.

Informações dos familiares da vítima dão conta que uma primeira cirurgia para desalojar a bala do cérebro já foi concluída e que agora ele passa por um segundo procedimento para retirar a bala do braço direito. Seu estado de saúde é delicado e considerado grave pela equipe médica.

Aplicativo de Transporte

A empresa de transporte por aplicativo informou que no momento em que o incidente aconteceu, José Walmir não dirigia pelo aplicativo e não estava com passageiros no momento em que desapareceu, já que um última viagem foi registrada e concluída.

A empresa disse também que se solidariza com a família e torce pela recuperação de José Walmir.

alagoas24horas

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com