Codevasf, Mapa e Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços discutem parcerias e investimentos em Alagoas

As representações regionais da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Secretaria de Aquicultura e Pesca do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) estão unindo esforços para futuras parcerias e investimentos em Alagoas. Entre as iniciativas conjuntas que estão sendo discutidas pelos órgãos do Governo Federal estão ações para estruturação da pesca artesanal e para apoio às produções aquícolas como a piscicultura e a maricultura, além de dragagem em trechos da lagoa Mundaú.
Segundo o superintendente federal do Mapa em Alagoas, Alay Correia, já existe uma parceria da Codevasf com o ministério para o desenvolvimento agropecuário de Alagoas. “Já existe um programa de apoio à produção que presta assistência técnica nos projetos de irrigação da Codevasf. Com isso, nós fazemos a interface com as ações da Codevasf. Vejo essa parceria como uma oportunidade de fortalecer a presença do Governo Federal em Alagoas e fortalecer o desenvolvimento do estado. Mapa, Codevasf e a Secretaria de Pesca e Aquicultura possuem afinidades de ações que podem resultar em benefícios para toda a população alagoana”, explicou.
Já para o coordenador regional da Secretaria de Pesca e Aquicultura do MDIC em Alagoas, Carlos Ronalsa, existe uma grande necessidade de união e parceria entre os órgãos públicos para execução de ações que possam impulsionar a economia local. “Precisamos buscar junto aos órgãos do Governo Federal o apoio para a pesca e aquicultura, em especial para os pescadores artesanais. Enfrentamos um momento de crise que precisa de união”, afirmou.
O coordenador regional da Secretaria de Pesca e Aquicultura do MDIC em Alagoas também apontou alguns projetos que deverão receber apoio dos três órgãos federais para estruturação da pesca artesanal e da produção aquícola.
“Já temos alguns projetos que serão objeto de discussão para execução em parceria, como a disponibilização para aquicultores familiares de tanques redes e de apetrechos de pesca por meio das colônias de pescadores. Outro projeto que estamos discutindo diz respeito a dragagem de um trecho da lagoa Mundaú onde existe um fechamento. A ideia é dragar esse fechamento para que os canais sejam liberados para entrada dos peixes para se reproduzirem na lagoa”, indicou Carlos Ronalsa.
O superintendente regional da Codevasf em Alagoas se mostrou bastante satisfeito com o avanço da parceria com os dois órgãos e deverá encaminhar as demandas discutidas para as áreas técnicas da companhia para avaliar como serão executadas.
“A Codevasf possui grandes investimentos no desenvolvimento de Alagoas, como os projetos de implantação de abastecimento de água, pavimentação de vias de acessos, adutoras para levar água do Canal do Sertão para comunidades rurais, estruturação da aquicultura e pesca, entre outros. Essas ações ao longo das décadas dão credibilidade ao trabalho da Codevasf e nos coloca novos desafios como os que nos foram apresentados hoje. Agora essas demandas serão analisadas internamente e logo se concretizarão em projetos para o desenvolvimento de Alagoas”, declarou.

Bruno Santos – Jornalista Mte 759/AL

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com