thumbnail_IMG_0034

Codevasf e rizicultores familiares projetam desempenho positivo da safra de arroz do Projeto de Irrigação do Boacica em Igreja Nova (AL)

Rizicultores familiares do Projeto Público de Irrigação (PPI) do Boacica, mantido pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) no município de Igreja Nova (AL), iniciaram a colheita da safra verão de arroz. A expectativa é que a produtividade da safra gire em torno de oito toneladas por hectare. A implantação da nova estrutura da Estação de Bombeamento Ceci Cunha, que recebeu investimentos da Codevasf de cerca de R$ 10 milhões, e as fortes chuvas que atingiram a região do Baixo São Francisco, entre junho e julho do ano passado, foram apontados como fatores que contribuíram para a boa expectativa.
O agricultor Adevaldo Moreira é um dos rizicultores familiares que já finalizaram a colheita da safra de verão. Segundo ele, houve um aumento na produção e na produtividade em comparação com a safra passada, o que já levou o agricultor a planejar mais uma safra no período de verão. “A colheita está muito boa. Vendi minha produção aqui mesmo em Igreja Nova. Com relação à safra passada, vejo que melhorou 50% em relação à produção e produtividade. As enxurradas do meio do ano passado, antes do plantio, melhoraram muito o solo, que estava muito salinizado. Agora vou tentar uma nova safra e espero que tenha sucesso”, disse.
Severino Souza é também agricultor na região. Ele está em fase de colheita e mostra-se bastante entusiasmado com o resultado da safra, que para ele será uma das melhores dos últimos anos para todos os agricultores que cultivam arroz no Boacica. “Quero tirar 150 alqueires de arroz. Nesse ano, os cachos estão bonitos. Depois dessa, vou começar outra safra”, contou o rizicultor familiar que trabalha com a esposa e a filha nos lotes de arroz.
A boa expectativa quanto ao desempenho da safra verão de arroz do Projeto de Irrigação Boacica pode ser explicada por um conjunto de fatores, segundo relata Gilvânio Santos, supervisor de operação do Distrito de Irrigação do Boacica (DIB), organização que representa os agricultores irrigantes do projeto.
“Um dos motivos que levaram a esse sucesso foi a boa disponibilidade de água. Com a entrada em funcionamento da nova estrutura da Estação de Bombeamento Ceci Cunha, hoje conseguimos irrigar o canal CL-2 totalmente com água do rio São Francisco, uma água de qualidade. As chuvas fortes que caíram na região em junho e julho de 2017 também contribuíram para a redução da salinidade do solo e para o aumento da matéria orgânica”, explicou o gerente administrativo do DIB.
A nova estrutura de irrigação também é apontada pelo coordenador do DIB, Roberto Moura, como fator essencial para essa boa expectativa com relação aos resultados da safra verão do Boacica. Segundo ele, os investimentos da Codevasf, em parceria com o distrito de irrigação, na ordem de R$ 10 milhões, proporcionaram a melhoria da qualidade da água para o cultivo do arroz.
“Nossa expectativa para a colheita dessa safra é a mais positiva possível. Teremos um dos melhores resultados dos últimos anos. Os investimentos que foram realizados no projeto do Boacica pelo Governo Federal, por meio da Codevasf e em parceria com o DIB, dão uma segurança ao agricultor que teremos água de boa qualidade do rio São Francisco nos canais para irrigação dos lotes”, afirmou Roberto Moura, que também é rizicultor do Boacica.
A boa expectativa também é compartilhada pelo gerente regional de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, o engenheiro agrônomo Antônio Canário. “Temos uma expectativa bastante positiva em relação à colheita da safra de arroz que está se iniciando, sobretudo devido ao funcionamento pleno da Estação de Bombeamento Ceci Cunha, que atende cerca de 85% do projeto de irrigação. Outro fator que contribuiu para um bom desempenho da safra foram as chuvas do último inverno que elevaram o volume da barragem do Boacica, já que antes ela tinha atingido o volume morto, garantindo a irrigação da área do projeto próxima à sede do município de Igreja Nova, que corresponde a aproximadamente 15% do Boacica. Os tratos culturais dos agricultores também foram fundamentais. Pelos primeiros dados de colheita, a produtividade deve girar em torno de 8 toneladas por hectare”, apontou o gerente regional da Codevasf.

Bruno Santos – Jornalista Mte 759/AL

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com