csm_gabarito_f7e147206e

Edital para concurso federal deve sair ainda este ano

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin)  confirmou, por meio de publicação em seu site oficial, nesta quinta-feira, 14 de dezembro, que pretende publicar o edital de seu aguardado novo concurso público já nos próximos dias, ainda em dezembro. A publicação adianta, também, que o contrato com a banca organizadora, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Promoção de Eventos (Cebraspe) foi assinado nesta quinta-feira e deve ser publicado no diário oficial amanhã, sexta-feira, dia 15.  O órgão tem até o dia 17 de janeiro para liberar o documento, prazo determinado pela autorização do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), divulgada em 16 de julho, com validade de seis meses.

O concurso contará com uma oferta de 300 vagas, sendo 20 para cargos com exigência de ensino médio  e 280 para nível superior , com remunerações iniciais de até R$ 15.461,80.

As 20 vagas autorizadas pelo MPDG para quem possui ensino médio são para o cargo de agente de inteligência . Neste caso, a remuneração inicial é de R$ 6.147,22, já considerando o auxílio-alimentação.
Das 280 oportunidades destinadas a quem possui nível superior, 220 são para a carreira de oficial de inteligência  e 60 para oficial técnico de inteligência. As remunerações iniciais para estas carreiras são de R$ 15.461,80 para oficial e R$ 14.281,28 para oficial técnico, já considerando o auxílio-alimentação. Para concorrer será necessário possuir formação em áreas específicas, que ainda serão confirmadas.
A lotação dos aprovados deverá ser em Brasília.

Atribuições dos cargos do concurso

No caso de oficial de inteligência, as atribuições da carreira consistem em planejar, executar, coordenar, supervisionar e controlar a produção de conhecimentos de inteligência; as ações de salvaguarda de assuntos sensíveis; as operações de inteligência; atividades de pesquisa e desenvolvimento científico ou tecnológico direcionadas à obtenção e análise de dados e à segurança da informação; o desenvolvimento de recursos humanos para a atividade de inteligência e desenvolver e operar máquinas, veículos, aparelhos, dispositivos, instrumentos, equipamentos e sistemas necessários à atividade de inteligência.
Para oficial técnico de inteligência, as atribuições exigidas pela Abin são as seguintes: planejar, executar, coordenar, supervisionar e controlar as atividades de gestão técnico-administrativas, suporte e apoio logístico; produção de conhecimentos de inteligência, ações de salvaguarda de assuntos sensíveis, operações de inteligência, atividades de pesquisa e desenvolvimento científico ou tecnológico, direcionadas à obtenção e análise de dados e à segurança da informação, atividades de construção e manutenção de prédios e outras instalações; desenvolver recursos humanos para a gestão técnico-administrativa e apoio logístico da atividade de inteligência; e desenvolver e operar máquinas, veículos, aparelhos, dispositivos, instrumentos, equipamentos e sistemas necessários às atividades técnico-administrativas e de apoio logístico da atividade de inteligência.

Finalmente, para agente de inteligência, as atribuições correspondem a oferecer suporte especializado às atividades decorrentes das atribuições do oficial de inteligência.

Carência de pessoal na Abin

Abin tem solicitado autorizações para seu novo concurso desde 2011 e é importante ressaltar que o total autorizado pelo MPDG não supre a quantidade dos últimos pedidos enviados ao Ministério. Na última solicitação, de 2016, a expectativa do órgão era de 650 postos, sendo 250 para oficial de inteligência, 200 para oficial técnico de inteligência e 90 para agente de inteligência, além de 110 para agente técnico de inteligência, cargo não contemplado na autorização governamental.

Último concurso

Quem pretende concorrer no próximo concurso da Abin já pode dar início aos estudos, tendo como base o conteúdo programático do último certame, realizado em 2010. Na ocasião foram registrados 49.275 inscritos para a oferta inicial de 80 vagas. Destas, 50 foram para o cargo de oficial técnico de inteligência nas áreas de administração, planejamento estratégico, arquitetura, arquivologia, ciências contábeis, jornalismo, publicidade e propaganda, estatística, desenvolvimento e manutenção de sistemas, direito, educação física, engenharia civil, engenharia elétrica, pedagogia, psicologia, serviço social e suporte à rede de dados.

As 30 restantes foram para agente técnico nas áreas de administração, contabilidade, edificações, eletrônica e tecnologia da informação.

Para oficial de inteligência e agente de inteligência, o último concurso ocorreu em 2008.
Os dois certames foram organizados pelo Cespe/UnB .

Fonte: JC Concursos

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com