ea4153770f9e2d0b74571848d4bea55e_L

Casal assume compromisso de manter abastecimento por 14 horas diárias em Piaçabuçu

Texto de Severino Carvalho

O governador em exercício Luciano Barbosa se reuniu, na tarde desta segunda-feira (11), com o prefeito de Piaçabuçu, Djalma Beltrão, vereadores, o deputado estadual Bruno Toledo e técnicos da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). O encontro, ocorrido na sede da Prefeitura, serviu para definir compromissos que garantam o abastecimento de água no município, a curto e a médio prazos.

 

O principal problema em Piaçabuçu é o avanço da cunha salina no rio São Francisco, onde é feita a captação de água para o abastecimento da cidade. A salinização está sendo provocada pela baixa vazão, reduzida a menos de 500 m³ por segundo.

 

Thiago Sampaio

 

“A água que chega é salgada e não serve nem para tomar banho, porque queima os olhos. O povo está com sede e com pressa”, descreveu o prefeito de Piaçabuçu.

 

Para resolver o problema em definitivo, a Casal executa um projeto que vai fazer a captação da água seis quilômetros acima do ponto onde é realizada hoje, no povoado Penedinho. A obra, que contempla ainda a instalação de uma adutora, está orçada em R $ 1,6 milhão e encontra-se 90% pronta.

 

Segundo o superintendente de Negócios do Interior da Casal, Eduardo Almeida, a previsão para o término dos serviços seria para este mês, mas a empresa que fornece as bombas atrasou a entrega dos equipamentos. Dessa forma, a obra deve ser concluída no final de janeiro de 2018.

 

Reunião

 

O governador em exercício conduziu a reunião, que foi um desdobramento de um primeiro encontro ocorrido na quinta-feira da semana passada, quando Luciano Barbosa recebeu a comitiva no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares.

 

No encontro desta segunda-feira ficou definido que a Casal garantirá o abastecimento de água de Piaçabuçu e do bairro Paciência por 14 horas diárias, em dois intervalos de 7 horas cada um. Nas demais 10 horas, a captação fica impossibilitada por conta da variação da maré.

 

Representantes da Prefeitura e da Câmara de Vereadores vão fiscalizar o cumprimento do compromisso. Intercorrências técnicas que afetem o sistema devem ser comunicadas ao município o mais rápido possível, informando o prazo para o restabelecimento.

 

“O importante é que se garanta o abastecimento durante as 14 horas diárias, da forma que pactuamos, e que a Casal dê celeridade à obra, que não pode parar”, enfatizou Luciano Barbosa.

 

O vice-presidente da Casal, Osmar Lisboa, comprometeu-se em buscar informações para saber como anda a execução do projeto executivo para a construção de um reservatório pulmão, orçado em R $ 2 milhões, e que complementará as obras de melhoramento, elevando a segurança hídrica do sistema.

 

De acordo com ele, o projeto executivo passou para a responsabilidade da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), por recomendação do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. Enquanto o reservatório pulmão não é construído, o governador em exercício sugeriu a compra e a distribuição de caixas d’água para a população carente, sobretudo do bairro Paciência, localidade mais prejudicada pelo desabastecimento.

 

“Vamos avaliar a possibilidade de utilizar recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) para esse fim. É uma ideia”, sugeriu Luciano Barbosa. O bairro Paciência já conta com o auxílio de um caminhão-pipa, que faz o atendimento emergencial àquela comunidade.

 

Presente à reunião, o deputado estadual Bruno Toledo considerou o encontro desta segunda-feira um avanço na busca por soluções para combater o desabastecimento em Piaçabuçu.

 

“O governador vir ao município e ter um diálogo franco é assumir um compromisso. Saímos hoje daqui com ideias imediatas e planejamento”, avaliou Toledo.

 

Outra reivindicação apresentada pelo prefeito Djalma Beltrão foi a retomada da construção de 170 casas populares, obra do município que foi assumida pelo Governo do Estado. Segundo ele, os serviços encontram-se paralisados.

 

Luciano Barbosa garantiu que vai levar a questão diretamente ao governador Renan Filho para que a obra seja retomada.

agenciaalagoas.al.gov

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com