RODRIGO-MAIA-F-Luis-Macedo-CAmara-dos-Deputados.jpg

Presidente da Câmara acha que não há votos para aprovar Previdência

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na tarde desta terça-feira, 21, que ainda é preciso ouvir os líderes partidários para saber quantos votos há a favor da Reforma da Previdência. Ele, no entanto, admitiu que não há os 308 votos necessários para aprovar o novo texto. “Acho que está longe”, respondeu.
Maia, no entanto, destacou que a prioridade da Câmara deve ser resolver a distorção que há entre os que ganham mais e os que ganham menos. “A Câmara quer restringir qualquer votação àquilo que trata da distorção entre os que ganham mais e os que ganham menos. Os que ganham menos trabalham mais tempo para financiar a aposentadoria”, defendeu.
O presidente disse que, por se tratar de matéria estruturante, a reforma não pode ser votada de qualquer forma. “Se a gente não tiver condição de votar agora, a gente espera para um segundo momento. Agora, jogar fora uma oportunidade de votar um texto bem elaborado acho um erro”, afirmou.

 sobre a permanência do tucano Antonio Imbassahy na Secretaria de Governo, Maia desconversou. “É uma questão do presidente da República.”(AE) diário do poder

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com